Cidade Londrina sedia o 8º Festival Hip Hopé Vermelho

Foto divulgação

do N.com

Londrina vai sediar, de 9 a 11 de outubro, o 8º Festival Hip Hopé Vermelho. O evento vai promover workshops sobre a cultura hip hop e trazer à cidade diversos talentos nacionais para participar e competições, como as coreográficas. O tema deste ano é “Pequena Londres 86 anos”, em homenagem ao aniversário de Londrina. A iniciativa tem o patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC), da Secretaria Municipal de Cultura.

Devido à pandemia, o festival será realizado de forma híbrida. Haverá workshop ministrado de forma virtual e gratuita no dia 9 de outubro, transmitido pelo Instagram do festival. Nele participarão grandes nomes, como Aline Natalia, Jess Nascimento, Pam de Brito e Mayara Muller. “Vai ser lindo ver a cultura hip hop alcançando diversas pessoas e isso não tem preço. Estamos vivendo um momento muito difícil por causa da pandemia, mas o hip hop está sendo um instrumento para gerar renda e proporcionar a difusão cultural”, explicou o organizador do festival, Reinaldo Augusto Barbosa (MC Rei).

As competições coreográficas serão realizadas em formato on-line. Já as “batalhas” ocorrerão presencialmente nos dias 10 e 11 de outubro no Estúdio Fresarin (Aurora Shopping), seguindo todos os protocolos de saúde. ”Recebemos mais de 400 inscrições entre bailarinos e MCs, e cerca de 100 inscrições do país inteiro. Serão apenas oito selecionados por cada categoria para batalhar presencialmente. Percebemos uma maior democratização, diversos grupos que não tinham condições financeiras de participar presencialmente estarão conosco esse ano. Acreditamos em alcançar muitas pessoas, estamos muito felizes com a adesão do público.”
Modalidades.

Divulgação

O festival vai contar com as seguintes modalidades e jurados: Batalhas de MCs – Juri: Venezian (Londrina), Lubs (Maringá) e Thiago (Londrina); Batalhas de Breaking – Juri: TM (Londrina), Lubsgirl (São Paulo) e Nathana (Uberlândia); Batalhas de All Style – Juri: Dú (Londrina), Nathana (Uberlândia) e Aline Natalia (Sarandi) . Os vencedores receberão prêmios de R$ 700,00, mais o troféu.

As Competições Coreográficas terão os jurados: Mayara Muller (Cascavel), Aline Natalia (Sarandi) e Jess Nascimentto (São Paulo). O prêmio para equipe com a melhor nota será de R$ 1.000,00 mais o troféu.
Nos dias da competição, os jurados estarão on-line assistindo e julgando as batalhas. Foram classificados competidores de várias cidades do Paraná, São Paulo, Goiás, Santa Catarina e Rio de Janeiro. A lista dos classificados e outras informações estão no Instagram do evento.

Transmissão ao vivo – Para acompanhar as batalhas e as coreografias o público poderá acessar o canal do festival Hip Hopé Vermelho no youtube (clique aqui no link) .“As transmissões serão realizadas do estúdio dentro do Aurora Shopping. Pensamos que a cultura hip hop merece o melhor, por isso procuramos um estúdio profissional, de alta qualidade”, conta MC Rei, organizador do festival.

Sempre crescendo – O Festival Hip Hopé Vermelho chega a 2020 com um público cativo, consolidado na agenda cultural de Londrina e sendo referência para eventos similares em todo o país. O público do ano passado, em dois dias intensos de festival, atingiu em média aproximadamente 2.500 pessoas, fortalecendo o movimento hip hop na cidade e região. “Chegar a 8ª edição nos leva a uma grande reflexão, passa um filme em nossa cabeça, a emoção toma conta, não é uma conquista só nossa, é sem dúvida uma vitória de uma cultura de luta, de representatividade das classes menos favorecidas, é olhar Londrina como potencial cultural, temos muito a conquistar ainda, mas juntos, com a comunidade, estamos crescendo a cada edição”, finaliza MC Rei e a produtora Francielle Tomaz.

Deixe uma resposta