Depois da Dilmês, agora o Moronês e as caneladas na língua pátria

Há quem já esteja comparando o ex-juiz, ex-ministro e agora Senador Sérgio Moro ao icônico ex-presidente do Corinthians, Vicente Matheus. Não exatamente pelo seu apreço e paixão pelo futebol, mas pelas caneladas no português, nossa língua pátria.

Segundo o Maringá News, Moro, conhecido não necessariamente pelo domínio da língua pátria e por colecionar gafes ortográficas, o senador acrescentou mais dois escorregões ontem, durante entrevista ao Pan News 7h. Depois de “Edi Piá” e “conje”, vieram um “aqüem” no lugar de “aquém” e um “rugas” no lugar de “rusgas”.

Compartilhe
Leia Também
Comente

2 Comments

  1. Betinho Soares

    O Moro é o típico concurseiro: estuda até conseguir passar no concurso, no dia seguinte se esquece de tudo que decorou. Mas, pelas gafes “pornográficas”, Moro está muito mais para o Vicente Matheus do que para a própria Dilma. O cara tem que ser muito atrasado e burro pra colocar trema em uma palavra que nunca teve trema já que esse sinal já desapareceu da língua portuguesa há muito tempo. E não colocou o acento agudo que deveria ter colocado. Pelo menos o senador poderia pedir a ajuda do Google!

  2. Mateus Oliveira

    O caráter desse político é ainda pior do que seu português. Silêncio total do Marreco diante das joias de R$ 16,5 milhões da, segundo aquele que foi ministro do Bolsonaro, Michele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios