E na meiguice deste seu olhar… os bastidores fervem em busca do segundo turno

Uma troca de olhar meiga e objetivos em comum

O amigo irmão camarada de hoje pode ser o adversário no momento seguinte. Tudo em nome do “em política só não vale perder”.

Preocupada com os números sinceros das pesquisas internas, a candidata à reeleição Cida Borghetti (PP), que até tresontonte era vice de Beto Richa, está fazendo de tudo para defenestrá-lo do seu entorno. Obviamente, tarefa bem difícil até porque recebeu a faixa de governadora do próprio, em momento de elogios mútuos mas pouco críveis.

Preocupada com a fatura ser liquidada no primeiro turno e não sendo ela a candidata que levaria o troféu, o deputado federal João Arruda (MDB), candidato ao governo do Paraná, e adversário até há poucos dias, se transformou num sopro de alento.

Há informações de que os ativistas digitais ligados à Cida estão tentando empurrar um pouco a candidatura de João Arruda em busca de um segundo turno.O sobrinho do senador Roberto Requião(MDB), rival histórico da mega coligação encabeçada por Cida, ganhou inclusive um abraço público e simbólico no último sábado, em plena caminhada no calçadão da rua XV em Curitiba.
O esforço desesperado de impedir a decisão em 7 de outubro inclui a difusão de críticas de Arruda ao líder da corrida eleitoral e ao ex-governador e candidato ao Senado Beto Richa, aliado da governadora. Some a isso também as críticas de Roberto Requião a Ratinho Júnior.
A estratégia dos atuais ocupantes do Palácio Iguaçu repete, assim, o conhecido provérbio: “O inimigo do meu inimigo é meu amigo”.

Deixe uma resposta