Londrina renasceu, e desta vez com alma Alviceleste

Dagoberto cobra pênalti contra o Bahia: foto assessoria do LEC

O Londrina Esporte Clube venceu ontem à noite o Bahia, por 2 a 1, pela Copa do Brasil. O resultado não foi suficiente para se classificar, pois havia perdido por 4 a 0 a primeira partida, no Estádio da Fonte Nova.

Porém, houve uma mudança significativa de atitude no time sob o comando do técnico Alemão, que voltou a dirigir a equipe.

O torcedor aplaudiu o time e ficou com a sensação de que o Tubarão está mudando para melhor.

Compartilho aqui o artigo escrito pelo apaixonado Murilovski Zambeta – pseudônimo em homenagem ao eterno Murilo Zamboni, torcedor, comentarista e ex-presidente do Londrina. Artigo originalmente publicado no VEC.

Vale a pena ler.

Londrina renasceu hoje (25 de abril) e desta vez com Alma Alviceleste

Por Murilovski Zambeta

Esqueçam a raiva dos erros cometidos durante a parceria com a SM Sports, durante esses anos; a falta de torcida na arquibancada; a saudade do VGD (e o sonho de ter uma arena); o abandono do Roberto Fonseca (ficou feio pra ele sim); a eliminação hoje da Copa do Brasil…

A verdade é que Alemão, ex-atleta do clube, torcedor do Tubarão, o cara que aceitou trabalhar com a base, o técnico que EM TODOS OS SEUS DISCURSOS, sublinhou que o Londrina tem história, que nossa camisa tem peso, que somos o time dos resultados mais inesperados (1º clube da história do Paraná a chegar em semifinal da série A, 1º campeão brasileiro do Estado do Paraná, campeão da 1ª Liga…), que nossas tradições não podem ser ignoradas e que: nunca nos encolhemos ante as adversidades. (leia mais)

Deixe uma resposta