Nova ação da PF cumpre mandados de busca e apreensão contra empresários do Paraná e outros estados acusados de financiar o 8 de janeiro

do UOL

A PF cumpre hoje 22 mandados de busca e apreensão para identificar financiadores e fomentadores dos atos golpistas de 8 de janeiro.

O que aconteceu?

Os mandados são cumpridos pela corporação em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. Eles foram determinados pelo STF.

Entre os alvos da PF está o empresário Adoilto Fernandes Coronel, de Maracaju (MS). Ele apareceu na lista divulgada pela AGU (Advocacia-Geral da União) como um dos suspeitos de financiar os atos golpistas.

Também são alvos outros empresários, produtores rurais e CACs (colecionadores de armas, atiradores ou caçadores esportivos), apurou o UOL. Armas e munições foram apreendidas no Mato Grosso do Sul.

Foram determinados o bloqueio de bens, ativos e valores dos investigados até o limite de R$ 40 milhões, segundo a PF. Esse valor vai servir para a cobertura e ressarcimento dos danos causados ao patrimônio público.

Essa é a 11ª fase da Operação Lesa Pátria, deflagrada pela PF após a invasão de golpistas à Praça dos Três Poderes, em Brasília.

 

Compartilhe
Leia Também
Comente

Um comentário

  1. Décio Paulino

    É a democracia protegendo quem pretendia substituí-la por uma ditadura civil-militar como a de 64. Em um regime ditatorial, esses golpistas seriam presos clandestinamente na calada da noite, sem mandados judiciais; seriam “desaparecidos” por agentes militares ou colocados em paus de arara e cadeiras do dragão. Democracia é civilização, ditadura é barbárie.

  2. Glaucia

    Que sejam todos punidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios