Ação de investigação questiona uso da máquina pública em campanha para vereador

Assessor do prefeito estaria trabalhando normalmente e postando nas redes sociais

Telma Elorza

O LONDRINENSE

A Justiça Eleitoral abriu uma ação de investigação contra o candidato a vereador Matheus Henrique Thum (PP), pelo uso da máquina pública na sua campanha eleitoral. Thum é assessor executivo do prefeito de Londrina e candidato a reeleição Marcelo Belinati (PP) e deveria estar licenciado do cargo. No entanto, pelas fotos apresentadas no processo AIJE nº 0600480-46.2020.6.16.0042), ele continua exercendo suas funções no gabinete do prefeito

A ação foi proposta pelo também candidato a vereador Israel de Souza Marazaki (AVANTE) e tem por objetivo apurar abuso de poder político em sua campanha eleitoral. A Ação de Investigação foi distribuída no domingo (8) e está sob os cuidados da 42ª Zona Eleitoral.

Segundo a advogada do requerente, Heda Froes Selem, normalmente o abuso ocorre de maneira sútil, sem maiores manifestações externas, mas no caso do candidato a vereador é facilmente identificável. “Em suas redes sociais, por inúmeras vezes, o candidato se diz apoiado pela Administração Municipal, prefeito Marcelo Belinati e assessoria. Afirma, ainda, que em decorrência da suspensão das publicações nos sites e redes sociais da Prefeitura de Londrina, somente ele poderia enviar mensagens e que estas seriam com informações relacionadas a cidade e ao prefeito”, apontou.

Entre as exposições públicas inseridas no processo, Thum fotografou-se dentro do prédio da prefeitura, durante “live” do Prefeito, demonstrando estar auxiliando aquele ato e denominando-se em todo o tempo como o “assessor do Marcelo”. “Está fazendo campanha eleitoral com indicação explícita de que seria da vontade da administração pública que ele se eleja. (leia mais)

2 thoughts on “Ação de investigação questiona uso da máquina pública em campanha para vereador

  • 09/11/2020, 15:36 em 15:36
    Permalink

    E o prefeito continua fazendo propaganda eleitoral gratuita (gratuita pra ele mas paga por nós, contribuintes, já que as imagens e o áudio são gerados na prefeitura municipal) pra falar sobre a pandemia do coronavírus? Se essa cidade fosse séria, quem deveria estar nessas lives seria o secretário da Saúde, não o candidato à reeleição.

    Resposta
  • 10/11/2020, 15:05 em 15:05
    Permalink

    “ELE ta trabalhando e ta todo mundo VENDO.”… o jingle e o crime eleitoral na prática.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: