Até o amigão Stédile prevê a prisão de Lula

do Fernando Tupan
Screenshot_3

Lula e João Pedro Stédile

O líder nacional do Movimento Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, fez uma palestra na Universidade Federal da Fronteira Sul, em Laranjeiras do Sul, no início da semana. A declaração mais polêmica foi a previsão de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá ver o sol nascer quadrado, em no máximo 15 dias. Stedlie afirma também que há articulações entre as centrais sindicais, movimentos sociais e partidos de esquerda para provocarem 3 greves gerais, até o final de janeiro de 2017, com o intuito de desestabilizar o governo Michel Temer e para afastar os juízes envolvidos nos processos de corrupção contra Lula. Questionado se a ocupação das escolas estaduais e a greve dos professores influenciaria o resultado eleitoral em Curitiba, o líder esquerdista concluiu que sim: “ O intuito é enfraquecer eleitoralmente o governador Beto Richa”.

Deixe uma resposta