Capitã Cloroquina não quer falar à CPI

do UOL

A secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que a corte garanta o direito de silêncio da secretária e de não produzir provas contra si mesma no depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da covid.

Mayra ficou conhecida como “capitã cloroquina” por sua defesa do medicamento, sem comprovação científica para o tratamento do coronavírus. O depoimento da secretária está marcado para a próxima quinta-feira.

2 thoughts on “Capitã Cloroquina não quer falar à CPI

  • 17/05/2021, 13:35 em 13:35
    Permalink

    Não tivesse Bolsonaro comprado o centrão para eleger o presidente da Câmara e ter o apoio da maioria no legislativo federal, não tivesse Bolsonaro distribuído cargos e benesses entre os militares (a última é a mudança na legislação que permitirá que militares e uns poucos civis em cargos de confiança no governo possam receber até quase R$ 80 mil! mensais!), esse governo já estaria morto e enterrado. Quanto à Capitã Cloroquina, essa daí já deveria ter sido afastada do serviço público e estar respondendo a inquéritos pela participação nas medidas que permitiram a explosão da pandemia no país.

    Resposta
  • 17/05/2021, 16:28 em 16:28
    Permalink

    A Tia Cloroquina foi pedir socorro ao STF, a maior instituição do judiciário mais odiada pelo presidente e seu rebanho. Por que também não ir reclamar ao Ministério da Saúde já que de lá está saindo um documento que não indica a cloroquina a pacientes internados com covid? Depois dessa decisão do Ministério da Saúde, com certeza a Capitã Cloroquina será rebaixada para Tia Cloroquina.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: