Cela coletiva, marmitão… presos da Laja a Jato são transferidos para Complexo Penal de Pinhais

Renato Duque saindo da sede da PF em direção ao presídio em Curitiba – Rafael Forte / Agência O Globo

De O Globo

Curitiba – Dez presos da Operação Lava-Jato foram transferidos da Superintendência da Polícia Federal para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã desta terça-feira. Os detentos saíram algemados da PF em um ônibus por volta das 8h10m. O lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, e que também teve a transferência autorizada pelo juiz Sérgio Moro, deve permanecer mais um dia na carceragem da PF, pois tem uma audiência nesta amanhã. Gerson Almada, da Engevix, também ficou na PF porque prestará depoimento nesta terça-feira à polícia. A transferência de Almada também havia sido autorizada por Moro.

Nestor Cerveró não será transferido porque recebe assistência psicológica na carceragem da PF. O empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, também continua na superintendência por determinação do Ministério Público Federal (MPF). Continuam também na carceragem: o doleiro Alberto Youssef, Dalton dos Santos Avancini e Eduardo Leite. Leia mais

Um comentário em “Cela coletiva, marmitão… presos da Laja a Jato são transferidos para Complexo Penal de Pinhais

  • 24/03/2015, 19:48 em 19:48
    Permalink

    Que ironia, roubaram tanto, estão milionarios e eu aqui duro, f…..mas vou tomar uma no GELOBEL, e lembrar desta privada do celas de vcs….tudo bem que daqui uma semana estarão degustanto lagosta em Paris, mas hoje sou mais eu….garçon solta uma gelada na conta do Cervero

    Resposta
  • 24/03/2015, 20:01 em 20:01
    Permalink

    Como a Lava Jato está relacionada ao PT (mas não só ao PT), esse é o tratamento dado aos envolvidos. No caso da Conserta Viaturas do governo tucano paranaense, os envolvidos são tratados de forma bem diferente: ganham HC, recebem tratamento de advogado sem ser advogado…

    Resposta
  • 24/03/2015, 20:12 em 20:12
    Permalink

    Ficou fácil a defesa do Pizzolato na Itália. É só o advogado anexar as fotos das prisões para onde foram enviados os presos relacionados com o governo petista e o texto da Mônica Bérgamo publicado na Folha. Não vai ser difícil provar que Pizzolato, como qualquer petista, terá no Brasil tratamento de negro e pobre na cadeia. Se o Pizzolato tivesse participado do mensalão tucano, bem, estaria livrinho, passeando por aí.

    Resposta
  • 24/03/2015, 20:27 em 20:27
    Permalink

    Estamos vivendo uma bagunça na justiça e cada vez mais eu não acredito nela,veja bem,foi pego um dono de construtora com 200 mil reais para pagar propina para a turma do tribunal de contas,nem inquérito parece que abriram
    todo mundo de boa,
    Agora a quadrilha de dentro do Palácio Iguaçu,deram hc até para o foragido que eu acho se fugiu tem culpa ,mas antes que o cara abrisse a boca,vamos soltar.
    Enquanto isso,um delator que também é bandido,disse que esses srs subornaram para ter obras e estão presos.
    E ai,só é preso quem prevaricou com o PT????????????

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: