Cemitérios de Londrina, cada vez mais pela hora da morte

E uma série de considerandos sobre ‘os serviços nos momentos de precisão’ determinaram novas taxas na autarquia criada para cuidar dos ‘campos santos’ de Londrina e por um fim nas disputas de cadáveres para sepultamento pelas funerárias que funcionavam na cidade nos idos do século passado.

Entre as histórias de escândalo houve os encaminhamentos para a tanatopraxia até demissão de diretor da ACESF, que preparou um carro funerário para viagem de férias familiares ao Rio Grande do Sul. A reclamação maior é a deterioração das ruelas, muros e do lixo acumulado, além da manutenção preventiva dos cemitérios da cidade – São Pedro, São Paulo, João XXIII, Padre Anchieta, Jardim da Saudade – e dos distritais https://bit.ly/2sv1gjm.
Uma portaria de novembro do prefeito Belinati e do ex vereador e ex-diretor da Sercomtel Leonilso Jaqueta – publicada dias atrás – permite cobrar mais algum das famílias e pagar através dela a empreiteiros individuais (os terceiros!) que atuam nos cemitérios. Como será a forma de pagamento a estes prestadores de serviço pela autarquia municipal é que não ficou claro:
PORTARIA ACESF – PO Nº 103, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2018
O SUPERINTENDENTE DA ACESF – ADMINISTRAÇÃO DOS CEMITÉRIOS E SERVIÇOS FUNERÁRIOS DE LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições legais:
CONSIDERANDO que nos cemitérios mais antigos existem sepultamentos subterrâneos, sendo necessário que o coveiro, horas antes do sepultamento, escave uma abertura para permitir a entrada da urna, denominada alçapão, e feche a mesma posteriormente;   …
CONSIDERANDO que estes novos serviços visam resolver problemas relacionados à prestação de serviços por terceiros;
CONSIDERANDO que a implantação desses serviços irá solucionar problemas relacionados à urgência da situação, uma vez que nem sempre se encontra um profissional qualificado para realizar os serviçosnos momentos de precisão. 
 R E S O L V E:
Art. 1º Incluir os serviços abaixo discriminados na tabela de preços da ACESF:
 Abertura com remoção e/ou reposição de laje(s) R$ 260,00
Construção de alçapão com tampa R$ 270,00
Licença para construção de alçapão (terceiros) R$ 50,00
Remoção e instalação de tampo de granito (frontal) R$ 60,00
Remoção e instalação de tampo de granito (superior) R$ 200,00
Serviço de demolição e remoção de entulhos para readequação (por gaveta) R$ 315,00
 Art. 2º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
Londrina, 23 de novembro de 2018.
Marcelo Belinati Martins, Prefeito do Município, Leonilso Jaqueta, Superintendente

2 comentários em “Cemitérios de Londrina, cada vez mais pela hora da morte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: