Cobra Repórter, fazendo de tudo para virar político profissional

O deputado estadual de primeira viagem Cobra Repórter (PSC) anuncia em Rolândia que ele conseguiu um novo aparelho de raio x para o posto de saúde da Vila Oliveira. “Nós percebendo toda situação de transtornos para a população que precisava fazer o exame de raio x, intervimos junto ao secretário de estado da saúde Michele Caputo Neto e ao governo para adquirir este aparelho que ira ajudar toda a comunidade”, disse ele em um site da cidade.

Nem bem subiu no ônibus e quer a janelinha.

O jornalista Alexandre Sanches, experiente, ao ler a informação no facebook foi claro. A questão é simples: o deputado assumiu o cargo há apenas dois meses.Uma licitação para a compra de qualquer coisa pelo Estado, demora no mínimo 60 dias quando absolutamente tudo dá certo, mas a média é muito superior a isso. Quem compra é a Secretaria de Saúde do Estado. Ao que se sabe, a Secretaria não tem um estoque de equipamentos guardadinha num depósito esperando pedidos.

Na verdade o aparelho já estava comprado há um bom tempo e com a destinação definida. O deputado apenas emprestou o nome na hora da entrega para faturar dividendos políticos. Fez exatamente o que ele criticava acidamente quando era apenas apresentador de programa policial.

 

Um comentário em “Cobra Repórter, fazendo de tudo para virar político profissional

  • 11/03/2015, 13:33 em 13:33
    Permalink

    Novo cadeia , ele tem tomar cuidado para nao criar um novo rato, como alborguetti criou

    Resposta
  • 11/03/2015, 13:42 em 13:42
    Permalink

    Cobra que vc e novato, tudo bem….agora escolher para escrever para sua equipe pessoa de deputado federal expulso, por ordem do partido, isto quando não seu assessor licenciado da prefeitura ai ja é demais, sua situação não e confortavél, porque o senhor e empregado do Rato Filho, será politico de um só mandato….começaste muito mal.

    Resposta
  • 11/03/2015, 13:49 em 13:49
    Permalink

    Por isso sempre digo que em política o que resolve não é o novo mas o diferente. E esse indivíduo não é nem uma coisa, nem outra, mas um daqueles pobres de espírito que não trouxe consigo(se era possível trazer), aquelas qualidades dignas de um bom ser humano, como dignidade, decência, caráter e honra, ou não faria, naquele seu programa televisivo de qualidade e conteúdo tão pobres quanto o que o envolve. Ou então seria um defensor daqueles que (inadvertidamente, ignorantemente ou mesmo irresponsavelmente)o elegeram.
    Mas Deus, na sua infinita bondade, misericórdia e criatividade, não poderia, absolutamente, dotá-lo daquilo que lhe é impossível carregar pelam vida.
    Pior que uma coisa dessas, na assembleia (com “a” minúsculo mesmo), pertence ao uma confraria dos que tais.

    Resposta
  • 11/03/2015, 14:24 em 14:24
    Permalink

    ola amigo nada contra sua opiniao mas se o aparelho estava comprado e estava guardado porque ninguem nao emprestou o nome como vc diz e pegou o aparelho quero parabenizar o cobra por esta atitude o mal e que temos muitos politicos com varios mandatos nas costas e ja estao cansados tem que mudar tudo e deixar os novos trabalhar digo mais sou contra a reeleiçao um mandato so de 05 anos esta bom demais

    Resposta
    • 11/03/2015, 15:55 em 15:55
      Permalink

      Caro eleitor, o equipamento já seria entregue de qualquer forma. Ele foi comprado já com esta destinação. O governo do Estado, se não fizesse a entrega, teria que entregar a outro município, pois há prazo legal para que o equipamento, após a sua compra, tenha a destinação correta. O cara está fazendo o bem com o chapéu alheio. Ainda mais afirmando que interveio junto à Sesa. O equipamento seria entregue e ele só emprestou o nome. Esta não é a função de um deputado. Ele, assim como vereadores, tem é que fiscalizar o emprego do dinheiro público, legislar em favor do Estado (caso do Cobra Repórter). Deputados e vereadores não têm que ficar dando nada para ninguém, afinal de contas não é esta a função deles e nem eles quem compram. O máximo que podem fazer é indicação para que o Estado resolva a pendência apresentada. E quando consegue, não tem que se vangloriar disso, pois não realizou nada além de sua obrigação como parlamentar. O dinheiro que comprou o equipamento veio dos impostos da população. Quem fez a compra foi o Estado. Se já estava comprado, então já sabiam da destinação dele e, com certeza, não foi ele quem reivindicou este benefício. O discurso usado é que esta foi uma conquista dele. Mentira. O eleitor tem que ficar atento a este tipo de coisa, pois mais pra frente ele virá dizendo que o raio-X foi uma “obra” sua. Cuidado cidadãos. O papel do deputado estadual é fiscalizar o correto emprego dos recursos e fazer leis. O resto não tem nada com a função conforme prevê a Constituição Federal.

      Resposta
  • 11/03/2015, 14:26 em 14:26
    Permalink

    Nas redes sociais de Rolândia ele está levando pau por esta falsa informação. Ele não tem noção de nada. Não sabe se é vereador, prefeito, deputado ou se é tudo junto e misturado.

    Resposta
  • 11/03/2015, 15:01 em 15:01
    Permalink

    Este Cobra é o nosso Tiririca. Quem sabe um dia ele venha a descobrir a função de um Deputado.

    Resposta
  • 12/03/2015, 08:03 em 08:03
    Permalink

    Era melhor deixar o posto sem o raio x então? Pelo menos tá fazendo alguma coisa já que tem um monte que não faz nada. Vamo falar pro Kiref pedir para ele um raio x novo lá pro pam, pois o de lá só vive qubrado

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: