Com 9 falhas, pregão da Seti para internet sem fio é desaprovado

Do Tribunal de Contas do Paraná

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) julgou irregular a contratação de redes de internet sem fio (wireless)realizada pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) em 2010. Em função disso, quatro responsáveis pela pasta naquele ano foram multados: a então secretária, Lygia Lumina Pupatto; o diretor-geral, Jairo Queiroz Pacheco; o diretor do Departamento de Administração de Materiais (Deam) Roberto Antônio Dalledone; e o assessor jurídico, Arnaldo David Bacarat.

As contas foram julgadas em processo de tomada de contas extraordinária, instaurado pelo TCE-PR em função da comunicação de irregularidade realizada pela 7ª Inspetoria de Controle Externo do Tribunal. Os técnicos responsáveis pela fiscalização da Seti constataram impropriedades na contratação para fornecimento, instalação e manutenção de equipamentos necessários à implantação de estruturas básicas de comunicação nas universidades estaduais. Leia Mais

Um comentário em “Com 9 falhas, pregão da Seti para internet sem fio é desaprovado

  • 16/06/2015, 21:23 em 21:23
    Permalink

    Pena que o TCE não tenha sido tão cuidadoso quando analisou o confisco da previdência dos servidores. O TCE deve ter achado normalíssimo o executivo sacar R$ 500 milhões da poupança que garantia a aposentadoria dos servidores no futuro. Para o TCE o fundo previdenciário, que era de R$ 8 bilhões e vai virar poeira em 4 anos, não tem importância.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: