Delação de ex-presidente da Odebrecht joga Serra no olho do furacão

Da Veja

O ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava JatoPedro Novis, afirmou em depoimento à Polícia Federal que o senador José Serra (PSDB-SP)recebeu para si ou solicitou para o partido R$ 52,4 milhões entre 2002 e 2012. O executivo detalhou os valores para os investigadores.  As declarações foram prestadas em 13 de junho de 2017 e reveladas nesta terça-feira pelo jornal Valor Econômico. O tucano nega.

Novis relatou que teve contato com Serra ainda na década de 1980, mas que somente em 2002 o tucano “solicitou recursos”. Ele disse que se encontrava sozinho com o tucano “em encontros agendados através da secretária pessoal dele”. Naquele ano, declarou, “foi repassado à campanha de Serra o montante aproximado de R$ 15 milhões”.

Dois anos depois, em 2004, Serra disputou a Prefeitura de São Paulo. Segundo o ex-presidente da Odebrecht, o tucano recebeu “cerca de R$ 2 milhões em doações da construtora realizadas sem registro na Justiça Eleitoral” e que esses valores “foram pagos em espécie e no Brasil”.

Novis contou ainda ter repassado ao senador R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007 por meio de “uma conta bancária no exterior ” em nome de José Amaro Ramos. “Foi José Serra quem disse ao declarante que José Amaro Ramos era a pessoa credenciada para receber o repasse (…); que conversou pessoalmente com José Amaro Ramos, tendo recebido de suas mãos o número da conta para a qual seriam transferidos os recursos.” De acordo com o relato, “quando o tucano assumiu o governo paulista em 2007, a empreiteira “possuía contratos com o Estado de São Paulo, dentre os quais um dos lotes das obras do Rodoanel Sul”.

Em 2008, relatou Novis, o tucano solicitou “R$ 3 milhões em doações eleitorais para as campanhas municipais do PSDB em São Paulo”. O executivo disse que o valor foi pago em espécie no Brasil “a um emissário indicado por José Serra”, mas disse que “não possui o nome ou qualquer outra informação” relacionada a esse emissário.

2 comentários em “Delação de ex-presidente da Odebrecht joga Serra no olho do furacão

  • 10/01/2018, 11:10 em 11:10
    Permalink

    O título dessa notícia não passa de um exagero se considerarmos que José Serra é um dos papas do tucanato. Quando muito, ganhará uns insignificantes minutos no Jornal Nacional. Mas, se fosse petista, estava ferrado…

    Resposta
  • 10/01/2018, 21:39 em 21:39
    Permalink

    O propineiro é do PSDB? Então não vem ao caso…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: