Dois são condenados e três são absolvidos no caso de exploração sexual de menores em Londrina

Saiu a primeira leva de decisões sobre as denúncias de exploração sexual de menores. Em 2014 o Ministério Público fez um barulhaço denunciando mais de 20 pessoas entre empresários, auditores fiscais e supostas agenciadoras de adolescentes para a prática sexual.

Ontem a juíza Zilda Romero proferiu a decisão sobre cinco dos personagens denunciados: Walid Kauss, Antonio Cripa Neto, Luiz Antônio de Souza, Antonio Mantovani Malassisse e Rafaela Alves.

Destes, apenas Antonio Cripa Neto e Luiz Antônio de Souza foram condenados. Cripa Neto foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão no regime semi-aberto; Souza foi condenado a 4 anos e dez meses no regime aberto.

Os demais denunciados pelo Ministério Público foram absolvidos por falta de provas.

O advogado Mário César Carvalho Pinto, que faz a defesa de Antonio Cripa Neto, disse que irá recorrer da sentença.

Deixe uma resposta