E a Câmara de Curitiba, no fundo do fosso

do Bem Paraná

Uma história surreal foi levantada no final da sessão desta segunda (5) na Câmara Municipal de Curitiba. Tudo indica que a história só veio a público porque a vereadora Professora Josete (PT) questionou sobre o destino de papéis sobre a gestão do então presidente João Cláudio Derosso encontrados recentemente. Diante da pergunta, o atual presidente Aílton Araújo (PSC) contou a história.

Os tais documentos sobre a gestão de João Claudio Derosso foram encontrados dentro de uma cisterna lacrada. Os papéis foram fotografados e alguns devolvidos à família do ex-vereador. O esconderijo só foi encontrado porque havia reclamação da falta de água em alguns setores do prédio da Câmara e quando os técnicos foram procurar o problema encontraram a “surpresa”.
Na sessão desta segunda, alguns vereadores reclamaram da decisão unilateral de Araújo devolver os documentos para a família de Derosso e defenderam que fosse entregues ao Ministério Público. O presidente garantiu que está tudo fotografado.

Deixe uma resposta