Eleição na Federação Paranaense de Futebol

Vem aí a eleição para a presidência da Federação Paranaense de Futebol.
Ontem foi publicado o ato da presidência nomeando a Comissão Eleitoral que será formada pelos advogados Munir Abagge, Leandro Souza Rosa e Bruno Augusto Milanez.
O atual presidente Hélio Pereira Cury, pelo jeito não quer largar o osso e vai concorrer mais uma vez. Ele foi eleito em 2008 assumindo o lugar de Onaireves Moura, que também quase se eternizou no comando da FPF.
A data da eleição será definida pela Comissão Eleitoral.

ATO DA PRESIDÊNCIA: Nº 06/2019 
SÚMULA: Nomeação de Comissão Eleitoral.
Em 25 de fevereiro de 2019.
HÉLIO PEREIRA CURY, Presidente da Federação Paranaense de Futebol, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto da Entidade, observando-se o disposto nos artigos 42 e 88 do Estatuto da Federação Paranaense de Futebol, Ofício nº 025/2019GP, subscrito pelo Exmo. Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Paraná (OAB/PR), e Parecer Jurídico da Assessoria Jurídica da Federação Paranaense de Futebol;
RESOLVE:
Art. 1º – Nomear para a Comissão Eleitoral das Eleições da Federação Paranaense de Futebol:
1 – DR. MUNIR ABAGGE, advogado regularmente inscrito na OAB/PR sob o nº 14.457;
2 – DR. LEANDRO SOUZA ROSA, advogado regularmente inscrito na OAB/PR sob o nº 30.474;
3 – DR. BRUNO AUGUSTO VIGO MILANEZ, advogado regularmente inscrito na OAB/PR sob o nº 48.165.
Art. 2º – Publique-se no Boletim Oficial, para os efeitos do art. 71, do Estatuto da Federação Paranaense de Futebol.
HÉLIO PEREIRA CURY
Presidente

2 comentários em “Eleição na Federação Paranaense de Futebol

  • 26/02/2019, 09:18 em 09:18
    Permalink

    Ex-assessor de Rossoni nomeado para a Agepar
    Chefe de Gabinete de Valdir Rossoni, ex-presidente da Assembleia Legislativa, o servidor Eduardo Paim é o novo gente da Agepar (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Infraestrutura do Paraná). Foi nomeado pelo governador Ratinho Jr., conforme publicado na edição do dia 21 o Diário Oficial do Estado, e ocupa um cargo DAS-1, com salário de R$ 12,6 mil.

    Segundo o dono da Construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, braço empresarial que fazia parceria direta com o ex-diretor da Educação Maurício Fanini, Paim era o homem encarregado por Rossoni de resolver problemas da empresa dentro da Secretaria da Educação. A citação consta dos termos da colaboração premiada prestada pelo empreiteiro no âmbito da Operação Quadro Negro.

    Quem também foi nomeada para cargo de Assessora Especial da Celepar foi Flávia Francischini, esposa do deputado Fernando Francischini, presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa. A nomeação foi feita mediante a portaria 077/2019 assinada pelo presidente da Companhia, Allan Costa.

    Resposta
  • 27/02/2019, 08:36 em 08:36
    Permalink

    Xi, Ratinho já mandou embora ontem quando soube. O Chefe Casa Civil levou um pito dos grandes.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: