Empresas indo embora de Londrina

Algumas empresas chegando outras saindo. Três empresas de Londrina estão de mudança para a vizinha Cambé.

As revendas Rivesa – representante da Volvo Caminhões  -, Ingá Caminhões Mercedes Bens e Ourizon máquinas Jonh Deere, estão de malas prontas pra ir embora.

A prefeitura de Cambé doou o terreno e isenção de IPTU.

10 thoughts on “Empresas indo embora de Londrina

  • 18/08/2015, 16:59 em 16:59
    Permalink

    Mas para o prefeito, tá tudo bem, tudo zen. Reclamação é invenção da oposição!

    Resposta
  • 18/08/2015, 17:14 em 17:14
    Permalink

    É, quando não tem tu, vai tu mesmo, como já dizia meu amigo Paraíba. Com visibilidades maiores e condições melhores, vão para lá gerar mais empregos e aumentar a arrecadação. Ponto para o Pavinato, menos ponto para a gestão de Londrina.

    Resposta
  • 18/08/2015, 19:31 em 19:31
    Permalink

    Na verdade a prefeitura de Cambé não doou terreno, essas empresas estão saindo de Londrina para facilitar para seus clientes, na verdade Cambé também perdeu algumas empresas para Rolândia, velho ditado ganha na foice perde no machado.

    Resposta
  • 18/08/2015, 21:33 em 21:33
    Permalink

    Vivemos num país democrático. As pessoas têm o direito de ir e vir: sejam físicas, sejam jurídicas. E cada um procura o melhor lugar, em alguns casos, a melhor vantagem. Além do mais, quem não quer acumular mais capital com os benefícios do “bolsa empresário”?

    Resposta
  • 19/08/2015, 09:09 em 09:09
    Permalink

    A prefeitura de Cambé e Rolândia estão fazendo o dever de casa: atraindo empresas. Já o prefeito de Londrina, não sabe o que é administrar uma cidade de verdade, afinal, ele não é administrador, nem gestor, nem consultor, nem especialista de nada que não seja transporte e vida animal.

    Resposta
  • 19/08/2015, 09:26 em 09:26
    Permalink

    Facil assim né?? Tambem quero terreno para construir uma empresa e isenção de IPtU!!!

    Resposta
  • 19/08/2015, 10:01 em 10:01
    Permalink

    O populismo, a incompetência e a roubalheira atrasaram em décadas o desenvolvimento industrial de Londrina. Felizmente agora existe um prefeito que colocou as contas em dia, honra os compromissos e está implantando (depois de muitos anos) um novo parque industrial na cidade.

    Resposta
  • 19/08/2015, 10:05 em 10:05
    Permalink

    Acho interessante, se o prefeito doa terreno as pessoas se revoltam e acham absurdo, se não doa e a empresa sai da cidade dizem que o prefeito não faz nada. Vejo que algumas empresas pequenas e comércios pequenos estão saindo de Londrina não pelas condições que o município oferece, mas sim pelos valores absurdos que estão cobrando de aluguel em certos lugares, quem cobra esses valores altos? A prefeitura? não, os empresários e proprietários de salas e barracões comerciais.

    Resposta
  • 19/08/2015, 16:26 em 16:26
    Permalink

    Uma das poucas preocupações de Alexandre Kireef é com a PR445 ou em reasfaltar ruas onde ele possue amiguinhos…..concordo sim em reasfaltar o centro pois todos os usam….mas tem algumas ruas que estão sendo reasfaltadas que olha……só por DEUS….porque reasfaltar a ADHEMAR de BARROS e a Bélgica não??? São perguntas sem respostas de um cara que se diz administrador, procura falar bonito, mas na pratica é como tantos outros que passaram na prefeitura, só balela.Quanto as empresas o modo centralizador dele querer administrar (ele pensa que administra) só esta levando Londrina para o buraco, isso vamos ver e sentir futuramente…..com a palavra os dignissimos defensores do prefeito que também falam falam fazem comparações mas também não resolvem nada.

    Resposta
  • 01/07/2016, 01:28 em 01:28
    Permalink

    E londrina não teve política industrial forte agora cresceu tá grande tá mais difícil de resolver o problema enquanto isso rolândia cambé arapongas se industrializam londrina que se cuide nem vou citar maringá londrina precisa urgente dar infra estrutura para indústrias

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: