Ex-vereador diz que pagamento do 13º foi uma decisão do Plenário da Câmara

O ex-vereador de Londrina, Célio Guergoletto, sobre a decisão do Tribunal de Contas de determinar a devolução dos valores pagos a titulo de 13º salário, em 1995, diz o seguinte:

“Claudio….com relaçao a reprodução da noticia veiculada na Folha de Londrina (pelo seu Blog) quero dizer o seguinte: em 1995 o Congresso Nacional baixou um ato determinando que todos parlamentares teriam direito a receber uma remuneraçao extra. Atendendo a uma recomendação do Procurador Juridico da Câmara, fiz um ato da mesa e paguei, tudo às claras, foi inclusive levado ao Plenário e aprovado. Não satisfeito, ainda reuni os 21 veraadores numa sala, e todos entenderam que deveríamos pagar. Todos receberam, mas quando veio a Ação Popular e a pressão da imprensa, alguns correram devolver. Porque não devolvi? Como presidente da Câmara, entendi que deveria ter a decisão final da Justiça que estamos aguardando. O Tribunal de Contas é um orgão meramente consultivo. Quem vai dizer se devemos devolver ou não é o o Tribunal de Justiça. Se houver a determinação do TJ devolverei imediatamente, pois esse dinheiro está depositado numa poupança. O problema não era o dinheiro, tanto que fizemos um redutor salarial e ficamos anos sem aumento”, disse o ex-vereador.

Deixe uma resposta