Gaeco apreende Equipamentos de Proteção Individual de uso de profissionais de saúde ocultados por grupo empresarial de Londrina

do MP – PR
Em Londrina, no Norte-Central do estado, o Ministério Público do Paraná realizou nesta quarta-feira, 8 de abril, operação de combate a crimes relacionados à pandemia do coronavírus (Covid-19). Durante a ação, coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em conjunto com as Promotorias de Justiça da Saúde e do Consumidor da comarca, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em três empresas, um barracão e uma residência.

As investigações do MPPR revelaram que um grupo empresarial da cidade teria alugado um barracão para ocultar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – como luvas, máscaras e óculos  – receosos com a possibilidade de requisição de tais produtos pela Prefeitura Municipal de Londrina. Os materiais são imprescindíveis para uso dos profissionais de saúde que trabalham no combate à atual pandemia e foram depositados pelos investigados em local insalubre, sem homologação pelos órgãos sanitários.

Dezenas de caixas de máscaras, luvas e óculos foram apreendidas e encaminhadas para a Secretaria de Saúde de Londrina, onde permanecerão até que o Juízo da 2ª Vara Criminal da comarca decida seu destino.

6 comentários em “Gaeco apreende Equipamentos de Proteção Individual de uso de profissionais de saúde ocultados por grupo empresarial de Londrina

  • 08/04/2020, 16:20 em 16:20
    Permalink

    Que o Gaeco sempre correu atrás do empresário malandro não é novidade. mas que constrói pontes com chefes do executivo é nova. E da família Belinati. Deve ser isso que aprendeu aquele jornalista que hoje é assessor parlamentar, ou secretário. É tudo mesma coisa. MP e Gaeco desmoralizado no combate a corrupção na prefeitura. Isso não tem como negar.

    E a caducidade da encalhada Sercomtel, pararam de falar. Agora não é mais a bolsa que vai ajudar na venda. Éuma empresa licitada pela Gestão Pública. Quem te viu quem te ve….

    http://www.telesintese.com.br/b3-vai-assessorar-londrina-na-venda-da-sercomtel/

    Resposta
    • 09/04/2020, 11:13 em 11:13
      Permalink

      Ninguém é “Burrão” sem querer. E maldoso também. Tem que usar um pseudônimo bem apropriado a sua condição para, num momento trágico como este, levantar suspeitas sobre a lisura do procedimento tanto do Gaeco quanto da administração municipal. É um onagro.

      Resposta
  • 08/04/2020, 18:36 em 18:36
    Permalink

    É revoltante ler uma notícia dessas. Qual o objetivo de ocultar os materiais? Iriam vender superfaturados? Se sim, esses empresarias são uns abutres insensíveis. Já vi reportagem de profissional de saúde chorando pq está faltando EPIs no local de trabalho, e esses caras escondendo? Deveriam ser presos. Lamentável. As reportagens sobre o caso deveriam ter divulgado o nome desses empresários e o nome da empresa, para que fizéssemos uma campanha para ninguém nunca mais comprar nada lá.

    Resposta
  • 08/04/2020, 19:53 em 19:53
    Permalink

    Cadê o nome dos empresários meliantes e suas empresas? Seria didático saber quem atenta contra a saúde pública.

    Resposta
  • 08/04/2020, 23:14 em 23:14
    Permalink

    Esses foram descobertos. E os que nunca são descobertos e passam a vida apregoando as virtudes das empresas privadas e metendo o sarrafo no serviço público? Em tempo: foram descobertos mas ainda não conhecidos. Fosse político petista amanhã seria capa de jornal…

    Resposta
  • 09/04/2020, 00:23 em 00:23
    Permalink

    Tribunal de Guerra para esses criminosos.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: