Guedes x Marinho: “Desleal e fura teto”

do Contraponto

Depois de ser criticado pelo ministro de Desenvolvimento RegionalRogério Marinho, o ministro da EconomiaPaulo Guedes, disse que o colega é “despreparado, desleal e fura-teto”. “Não acredito que Marinho falou mal de mim. Se falou mal, isso mostra que ele, em primeiro lugar, é despreparado, além de desleal e fura teto”, disse o ministro ao chegar à sede da pasta, após reunião no Palácio do Planalto.

Segundo o Estadão/Broadcast apurou mais cedo, o ministro do Desenvolvimento, Rogério Marinho, não poupou críticas ao titular da Economia, em live com agentes do mercado. Segundo fontes que participaram do encontro ele teria dito que o Renda Cidadã sai por bem ou por mal. “A gente está tentando fazer da melhor forma possível. Estamos tentando manter o teto, mas há pressão para flexibilização”, teria dito Marinho.

De acordo com Marinho, que é um dos ministros mais próximos do presidente Jair Bolsonaro, foi Guedes quem propôs usar precatórios (pagamentos devidos pela União depois de condenações na Justiça) e parte dos recursos do Fundeb, que financia a educação, para bancar o Renda Cidadã.

As declarações de Marinho circulam nas mesas de operação de investidores e conversas de economistas. Para uma fonte, esse é mais um evento do conflito entre os dois ministros e, com as afirmações, a percepção é a de que somente um dos dois pode estar certo.  Outra fonte destacou que o tom de Marinho foi duro e que o ministro deixou claro que o Renda Cidadã será criado de qualquer maneira. O ministro do Desenvolvimento Regional ainda teria frisado que o Congresso é que vai encontrar a saída, pois o Executivo não está conseguindo propor nada.

Em nota divulgada há pouco, Marinho disse que as informações sobre a reunião chegaram à imprensa “de maneira distorcida”. Segundo ele, a reunião teve o intuito de reforçar o compromisso do governo com a austeridade nos gastos e a política fiscal”.

Deixe uma resposta