Marcelo Belinati, de novo no MP

E o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati Martins está novamente no Ministério Público. Foi convidado pelo MP a dar explicações sobre uma certa lista de comissionados contratados por indicação política que caiu na mão dos promotores.

Na lista estão nomes, uns supostamente e outros com certeza indicados por vereadores, para ocuparem cargos na administração.

O MP quer saber se houve troca de favores.

3 comentários em “Marcelo Belinati, de novo no MP

  • 26/04/2018, 14:53 em 14:53
    Permalink

    o que podemos ver e que o Belinati, afundou de vez, cai por terra seu quarteto fantastico ja esta desfeito, Edson Percuca, foi manddo embora, Ubiratão foi despedido ontem Canhada esta de licença esperando a melhor hora de ser desembarcado e o cara da CMTU, ficara para fechar a tampa do caixão, o prefeito morreu abraçado com seus lideres….Tem lista sim e cada dia aumenta mais, e tem vereador que não dorme a algum tempo.

    Resposta
  • 26/04/2018, 19:53 em 19:53
    Permalink

    É triste mas é a pura verdade , o Marcelo além de ser um incompetente em gestão assessorou-se das piores cabeças da nossa cidade .
    Quando um Bruno , Canhada , e outros tantos tem capacidade de fazer parte do primeiro escalão da uma administração de uma cidade como Londrina.
    Além de ter uma Câmara de vereadores constituída por uma cambada que até agora não apresentado nenhum projeto de interesse da população , a não ser aprovarem esta palhaçada do aumento do IPTU ,com certeza houve uma grande negociata do prefeito com os vereadores..
    Se aprofundarem as investigações também nesta vertente chegarão a algumas nomeações e outras coisitas mais , pois todos sabemos que o vereadores estavam muito bem sincronizados com o alcaide.
    Parabéns , mas vamos fundos nestas investigações para limparmos a nossa cidade

    Resposta
  • 28/04/2018, 11:36 em 11:36
    Permalink

    Esse filho da Emília e um fanfarrão…Kiko andar dele é igual do Tio Bila…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: