Mesmo tendo saído do governo, Bernardo ainda continuava recebendo propina

Os promotores da Lava Jato disseram agora há pouco, em entrevista coletiva, que o advogado Guilherme Gonçalves era o repassador da propina para o ex-ministro Paulo Bernardo. Pelo escritório teriam passado R$ 7 milhões. O advogado ficava com 20% e o restante era entregue a Bernardo.

Mesmo tendo saido do governo em 2011 anos, Bernardo continuaria recebendo propina.

Guilherme Gonçalves é muito conhecido nos meios políticos e advoga para vários figurões deste segmento, entre eles Ratinho Jr, Gleisi Hoffmann, vereadores e prefeitos do Paraná.

2 thoughts on “Mesmo tendo saído do governo, Bernardo ainda continuava recebendo propina

  • 23/06/2016, 20:23 em 20:23
    Permalink

    Antes de tudo, se Paulo Bernardo afanou dinheiro público, deve pagar pelo crime. Mas, antes de tucanos e temeristas virem cagar regras e antecipar julgamentos, é bom fazer uma pesquisinha básica no Google. Rapidamente se descobre que essa empresa acusada de pagar propinas para Paulo Bernardo e outros teve contratos com governos tucanos de São Paulo. E SEM LICITAÇÃO.

    Resposta
  • 24/06/2016, 08:07 em 08:07
    Permalink

    Perguntinha: A vereadora Lenir de Assis apoia a corrupção? Ela acredita que o Poder Judiciário age para prejudicar Gleisi? Que dinheiro roubado dos servidores públicos e aposentados é do partido e dos amigos dela por direito? Pergunto em função da manifestação dela ontem, na Câmara. Podia esclarecer, pois custo a creditar.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: