Ninho esfacelado

Não é só o Partido dos Trabalhadores – alvo preferido de críticos de centro e direita – que desapareceu da campanha deste ano (não há candidato petista com chances nas capitais). O PSDB vê seu ninho esfacelado após operações da Polícia Federal de 2018 para cá – algumas da Lava Jato desde 2014 já cercam grãos tucanos. Uma leva importante de nomes desapareceu completamente dos ‘santinhos’ e das fotos de outdoors de candidatos a prefeitos. São ex-governadores e ex-presidenciáveis como Aécio Neves (MG), José Serra (SP), Marconi Perillo (GO), Beto Richa (PR), Geraldo Alckmin (SP) e Yeda Crusius (RS). A maioria com o camburão rondando a porta.

do Leandro Mazzini

2 thoughts on “Ninho esfacelado

  • 16/10/2020, 11:35 em 11:35
    Permalink

    Mas é um pau de bosta mesmo….

    Resposta
  • 19/10/2020, 22:15 em 22:15
    Permalink

    A queda do PSDB foi monumental. Cresceram absurdamente em 2014 e 2016 surfando a onda do anti-petismo, pra em 2018 terem um surto de burrice e jogarem tudo no lixo. Era evidente e imutável que o Bolsonaro iria ser o líder em votos no primeiro turno, com uma vantagem folgada em relação ao segundo colocado. Todas as pesquisas apontavam isso. Era só continuar no anti-petismo até o segundo turno e aí sim começar os ataques ao Bolsonaro.
    Mas não. Se colocaram como escadinha do PT, usando todo o tempo de TV e alcance dos diretórios para atacar o Bolsonaro numa esperança insana de cravarem outro PT x PSDB no segundo turno. Apanharam merecidamente com isso, e pra coroar, teve direito a Fernando Henrique votando no Haddad e Márcio França.

    Foram escorraçados da câmara, e agora serão escorraçados das prefeituras.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: