O apocalipse foi adiado: Déficit para de 2017 é de 141 milhões, diz equipe de transição

Durante a campanha eleitoral e logo depois da eleição, o grupo vencedor da eleição de Londrina alardeava que a cidade estava um caos e que havia um rombo superior a R$ 300 milhões. Nada tão assustador, considerando que o valor não chegava a 20% do orçamento da prefeitura. Mas a infomação foi martelada cotidianamente como se as trombetas do apocalipse estivessem prontas para serem tocadas.

Bom, parece que os números desmentiram os números. Hoje a equipe de transição do prefeito Marcelo Belinati anunciou que o déficit previsto para o ano que vem é de R$ 141 milhões. Menos de 8% do orçamento municipal.

Com alguns ajustes e a expectativa de melhora na economia brasileira, as orações podem ser direcionadas a problemas mais graves.

O apocalipse foi adiado.

Ufa.

Veja abaixo o texto produzido pela assessoria do prefeito:

 

Transição aponta números com projeção de déficit de R$ 141 milhões no Orçamento para 2017

A Equipe de Transição do Prefeito eleito Marcelo Belinati prestou contas dos estudos realizados sobre a atual situação da Prefeitura de Londrina e conforme os números apresentados, o Prefeito eleito Marcelo Belinati vai herdar a Prefeitura com estimativa de déficit de R$ 141 milhões no orçamento de 2017, aprovado pela Câmara Municipal.

Participaram da coletiva de imprensa os integrantes da Equipe, Marcelo Canhada, Moacir Sgarioni, Junker Grassiotto, Edson Antônio de Souza, além do assessor jurídico, Marcelo Cortez. O ato finalizou os trabalhos da transição iniciados em 9 de outubro. Foram dois meses e 20 dias de trabalho, em que foram feitas dezenas de reuniões pelas 29 secretarias e órgãos municipais, com intensa troca de informações.

Conforme Marcelo Canhada, que assumirá a Secretário Municipal de Governo, todas as informações trazidas pela transição foram coletadas no Portal oficial da Prefeitura; em respostas a ofícios encaminhados pela Equipe de Transição à Administração; direto nas 29 secretarias e órgãos municipais; e no Orçamento 2017 aprovado pela Câmara Municipal na última semana.

Canhada destacou o protagonismo da Equipe de Transição desempenhado no debate do Orçamento de 2017, junto aos vereadores, para diminuir a estimativa de déficit no orçamento. Os resultados destas intervenções contribuíram para a redução na projeção déficit, calculado inicialmente em R$ 300 milhões, ficou no valor de R$ 141 milhões. “É determinação do prefeito Marcelo e nosso compromisso, cortar despesas e aumentar receitas para fazer frente a este déficit”, afirmou.

O servidor Edson Antonio de Souza, que acumulará as secretárias Municipais de Fazenda e Planejamento, explicou os pontos que a Equipe analisou para resultar nesta projeção de déficit de R$ 141 milhões. Entre problemas que devem ser sanados no primeiro ano da administração Marcelo Belinati estão os depósitos de Precatórios 2016 e 2017; Passe Livre; contrapartidas de obras como Arco Leste, Super Bus, Aminthas de Barros e Faria Lima; Fundo de Urbanização de Londrina; Sercomtel, entre outros.

Além da questão orçamentária, Edson Antonio de Souza destacou outros pontos que preocuparam a Equipe de Transição:

a) Contratos de Serviços de Limpeza Pública (Coleta de Lixo, Capina e Roçagem, Cooperativos, entre outros), renovados somente até julho/2017, por falta de recursos.

b) Sercomtel – apontamento feito pelo Presidente da necessidade de aporte financeiro da quantia de aproximadamente R$ 2 milhões ao mês, nos próximos quatro anos, cabendo a Município aproximadamente R$ 25 milhões/ano.

c) Sercomtel – Projeção de déficit para 2016 de aproximadamente R$ 16 milhões e para o período de 2013 a 2016 de aproximadamente R$ 68 milhões.

d) Aluguéis – O Município paga mensalmente R$ 262 mil a título de aluguéis/mês, que totalizam R$ 3 milhões/ano.

e) CAAPSML – A Junção de Massas resolveu o problema de aporte financeiro apenas para 2017. A partir de 2018 o Município deverá iniciar os aportes financeiros necessários para o reequilíbrio do Fundo Previdenciário.

f) Funções de Chefia – Elevado número de Funções Gratificadas (Cargos de Chefia), que variam de R$ 800,00 a R$ 1.600,00, totalizando R$ 2.590.000,00/mês.

g) Projetos de Leis Aprovados:

g1) Alteração Parcial da Lei Orçamentária;

g2) Junção de Massas.

h) Relatos dos Servidores de Falta:

h1) Falta de Servidores, em especial na Saúde e na Educação;

h2) Equipamentos de desatualizados;

h3) Deficiência na informatização;

h4) Falta materiais de consumo (combustível, material de escritório, etc).

Na próxima terça-feira (3/1), a Equipe de Transição entregará ao prefeito Marcelo Belinati os relatórios com objetivo de contribuir com a administração do novo prefeito.

 

7 comentários em “O apocalipse foi adiado: Déficit para de 2017 é de 141 milhões, diz equipe de transição

  • 30/12/2016, 20:34 em 20:34
    Permalink

    Esse tal de Edson era o que planejava tudo nos 4 anos do governo Kireeff, porque agora fica botando defeito no proprio planrjamento que ele ajudou a fazer…
    O QUE SERÁ QUE TEM POR TRÁS DE TUDO ISSO!!!
    ABRA O OLHO LONDRINA!!!

    Resposta
  • 30/12/2016, 23:17 em 23:17
    Permalink

    Este povo mente a eles mesmos, estão todos dando chutes para tudo quanto e lado, isto não e de assustar ninguem.Tio Bila quando entregou a prefeitura a W Moreira, deixou uma divida que batia em 3 orçamentos da prefeitura que em valores de hoje representariam 5 bilhoes de reais, agora temos que ouvir estas lorotas desta turma que nunca emitiu uma nota fiscal…..Nos estamos e assustados, ´e com a despreparo desta nova tchurma que ira tocar a lojinha, mas se a coisa apertar chamem o patrão, o HOMEM DA EDUCAÇÃO.

    Resposta
  • 30/12/2016, 23:32 em 23:32
    Permalink

    PCDOB da epoca de 90 chega ao poder de novo em Londrina.
    Partido Como aDOro Boquinha chega com Canhadas e Esteves e Ereno para auxiliar Belinati a fazer o governinho do Tio Bila.
    Sempre fazem isso.
    Dono de Festinha Infantil cuidará de cemitérios.
    Para dono de lava jato volta a ser vereador e continuar a sociedade londrinense das familias Belinati e Janene.
    Dono de ong esportiva vira vereador e depois secretario de esporte.
    Leva ao cargo os salarios de vereador licenciado na Acesf e Fel.
    Triste economia.

    Resposta
  • 31/12/2016, 07:23 em 07:23
    Permalink

    A foto retrata a probeza politica que se tornou nossa cidade, primeiro não conhecem o que alardeiam, segundo lançam numeros errados, que somente eles sabem o porque, se fosse uma empresa privada estariam no olho da rua.Quando eu como patrão iria acreditar novamente num relatoria preparado por esta equipe…..Never.

    Resposta
  • 31/12/2016, 09:33 em 09:33
    Permalink

    A melhor defesa para incompetentes, o ataque

    Resposta
  • 31/12/2016, 10:42 em 10:42
    Permalink

    O prefeito eleito pode ficar sossegado. Como ele deu seu voto na Câmara para eleger Temer presidente e seu partido faz parte desse novo governo, e como, no Paraná, o prefeito e seu partido igualmente são aliados do governador tucano Beto Richa, com certeza Londrina deverá receber muitas e muitas verbas federais e estaduais que cobrirão esse déficit fácil fácil!

    Resposta
  • 01/01/2017, 23:29 em 23:29
    Permalink

    O Marcelo é tão bom que escalou o funcionário das panelinhas da PML para ser o porta voz. Nossa Belinatti, imaginei que fosse criativo. Equipe medíocre. Até o Bruno Ubiratan, que o Kiref descobriu a mala que é em tempo descartou, foi escalado. Saudades do Chico Mestre.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: