Operação Acrônimo investiga tráfico de influência

Hoje está acontecendo a 6ª fase da Operação Acrônimo. Eles investigam o tráfico de influência para a liberação de empréstimos do BNDES.  A ação foi autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Mandados são cumpridos em São Paulo e Minas Gerais. O objetivo é uma construção de um aeroporto de Catarina, em São Roque, em Sorocaba que foi financiada com recursos do BNDES. Os recursos teriam sido liberados sob pagamento de contribuição de campanha pela empreiteira JHFS para Fernando Pimentel (PT), também governador de Minas Gerais.

Deixe uma resposta