PF já identificou um dos articuladores da chuva de fake news. Advinha quem é

do Bem Paraná

A Polícia Federal identificou o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, como um dos articuladores do esquema criminoso de fake news, segundo investigação sigilosa conduzida pelo STF (Supremo Tribunal Federal). A informação é da Folha de São Paulo na reportagem de Leandro Colon PF identifica Carlos Bolsonaro como articulador em esquema criminoso de fake news

Ainda conforme a reportagem, o presidente teria cobrado informações sobre as investigações, em reuniões e por telefone, do então diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo, demitido do cargo da PF na última sexta (23). Valeixo não teria passado as informações o que teria irritado do presidente que acabou pedindo a sua cabeça ao ex-ministo da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro

Um dos quatro delegados que atuam no inquérito é Igor Romário de Paula. Ele coordenou a Lava Jato em Curitiba quando Moro ​era o juiz da operação. Valeixo foi superintendente da PF no Paraná no mesmo período e escalado por Moro para o comando da PF.

Entre os integrantes da Polícia Federal, não há dúvidas de que Bolsonaro teria pressionado Valeixo porque saberia de algum modo que a corporação havia chegado ao seu filho, chamado por ele de 02 e vereador do Rio de Janeiro pelo partido Republicanos.

Bolsonaro via Valeixo como empecilho para obter informações da investigação do Supremo e da própria PF a respeito do caso. Por isso, Bolsonaro teria demonstrado interesse em mudar o nome do principal cargo junto a PF e também da sede da PF do Rio de Janeiro. Essa intenção não passou despercebida ao Supremo e, logo em seguida ao ex-ministro Sergio Moro tornar pública a sua saída do governo, o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news no Supremo, determinou que a PF mantenha os delegados no caso. ​

O inquérito foi aberto em março do ano passado pelo presidente do STF, Dias Toffoli, para apurar o uso de notícias falsas para ameaçar e caluniar ministros do tribunal.
Carlos é investigado sob a suspeita de ser um dos líderes de grupo que monta notícias falsas e age para intimidar e ameaçar autoridades públicas na internet. A PF também investiga a participação de seu irmão Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PSL de SP.

4 thoughts on “PF já identificou um dos articuladores da chuva de fake news. Advinha quem é

  • 26/04/2020, 13:08 em 13:08
    Permalink

    O crime não compensa. Também não me surpreendo com politíca. Já sei o desfecho de quase tudo..

    Resposta
  • 26/04/2020, 19:17 em 19:17
    Permalink

    A PF pensa que vai continuar com aquela liberdade para investigar até ex-presidente petista. Acabou a moleza. Esses delegados que ainda estão divulgando informações sobre os filhos do Bolsonaro podem se preparar para esvaziar suas gavetas. Bolsonaro tem apoio de generais e manda até no Exército. Acabou a autonomia que a PF tinha no governo petista.

    Resposta
    • 27/04/2020, 09:19 em 09:19
      Permalink

      Rachadinha também é o lema.do bolso olavisno. Rouba e grita paga ladrão.

      Resposta
  • 28/04/2020, 08:43 em 08:43
    Permalink

    Nenhuma surpresa. Todo mundo já sabe o que está sendo ventilado faz um tempo, que Carlos Bolsonaro é o autor das fake news. Flávio Bolsonaro das rachadinhas. Eduardo Bolsonaro co-autor de ambas. Cabe a pergunta: Por que Moro e Valeixo não vieram à público revelar o que estava oculto até agora? Por que ocultaram? Sob quais interesses? Concluir-se-à que, Moro e Valeixo devem ser também responsabilizados por ATO DE OMISSÃO. Ou vão dizer que não sabiam de nada?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: