Presa, acusada da prática da “rachadinha”, vereadora de Curitiba pode ser expulsa do PSD

do CabezaNews

A executiva municipal de Curitiba do PSD reúne- se na próxima segunda feira para analisar pedido de expulsão da vereadora Fabiane Rosa, presa esta semana.

A representação contra a vereadora foi protocolada pelo filiado Éder Borges no dia 9 de julho, antes de estourar a denúncia de que a parlamentar se apropriava do salário de servidores públicos, e refere-se a infidelidade partidária e prática de nepotismo.

Segundo Borges, a vereadora teria barganhado com o prefeito Rafael Greca um alto cargo na administração municipal para seu marido em troca de votos favoráveis a gestão atual na Câmara Municipal. Além disto, o filiado apresentou provas de que, mesmo o partido tendo candidatura própria, Fabiane Rosa coagia servidores da Câmara Municipal para se integrarem na pré campanha do prefeito. (leia mais)

Deixe uma resposta