Publicano 3 e 5: Provas ilegais

Veja como foi a argumentação do advogado Walter Bittar – e da equipe: Rodrigo José Mendes Antunes, Rafael Junior Soares e Luiz Antonio Borri – no Supremo Tribunal Federal que conseguiu anular as provas obtidas, segundo ele, de forma ilegal – sem autorização judicial -, nas operações Publicano 3 e 5. O julgamento aconteceu no dia 5.

2 comentários em “Publicano 3 e 5: Provas ilegais

  • 11/02/2019, 12:32 em 12:32
    Permalink

    E como sempre por aqui a coisa vai para o MP como tosquiar porco: muita gritaria e pouco resultado. Sempre os mesmos erros…..

    Resposta
  • 11/02/2019, 18:07 em 18:07
    Permalink

    O mp de Londrina dá aula de incompetência em todos os processos. Parabéns aos advogados que sabem como reverter a este show de horrores que são estes promotores do gaeco

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: