Rede de drones para combater desmatamento da Amazônia

do Ancelmo Góis

Nelson Tanure, líder do Fundo Bordeaux que comprou as telefônicas Sercomtel e Copel Telecom, está a cata de parceiros no exterior que possam investir até US$ 200 milhões no projeto ‘Os vigilantes da Amazônia’. Trata-se da implantação de uma rede de drones para monitorar em tempo real toda a extensão da floresta. O objetivo, segundo o empresário, “é fornecer um diagnóstico e identificação imediata de áreas que estejam sofrendo com desmatamentos ou queimadas irregulares, além de ocupações ilegais”.

O Fundo Boudeaux de Tanure também adquiriu, no leilão 5G, por meio da Sercomtel e da Copel Telecom, áreas no Paraná, uma área agrícola em São Paulo e grande parte do Norte do Brasil (em especial a Amazônia).

One thought on “Rede de drones para combater desmatamento da Amazônia

  • 10/11/2021, 17:39 em 17:39
    Permalink

    Drone para combater o desmatamento na Amazônia? Só se for aqueles drones americanos que são usados para explodir adversários políticos, principalmente em países árabes inimigos. Mas captar 200 milhões de dólares no exterior é uma boa, principalmente com o Paulo Guedes no governo que é garantia de dólar caro.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: