Richa teria tentado inviabilizar candidaturas da família Barros

Do Angelo Rigon

Na quarta-feira da semana passada, Cida Borghetti estava correndo para fazer as malas e dar os últimos telefonemas, pois precisava sair do país urgentemente.
A passagem para a Itália, segundo assessores afoitos, foi paga com dinheiro do próprio bolso. Motivo da partida repentina:

poucas horas antes, diziam, ela havia descoberto, por acaso, que Beto Richa também ia deixar o pais e ela automaticamente seria a governadora e, com isso, sua filha Maria Victória estaria impedida de continuar na disputa para a prefeitura de Curitiba, o mesmo aconteceria com o cunhado Silvio Barros, favorito a prefeito de Maringá.
Os assessores de Cida sustentam que o objetivo do mistério em torno da viagem de Richa era esse mesmo: tentar inviabilizar a candidatura da filha da vice. Candidato a prefeito de Maringá, um irmão de Barros, que também é do PP, também se tornaria inelegível se a cunhada não viajasse.
A revelação é do jornal Valor Econômico, com reportagem de Ricardo Mendonça (Via Cícero Cattani).

2 thoughts on “Richa teria tentado inviabilizar candidaturas da família Barros

  • 16/08/2016, 09:50 em 09:50
    Permalink

    Que conversa fiada senhor Rigon. KKKK. Todos sabem que o Governador necessita de autorização da Assembléia para viajar.
    Nenhum Deputado sabia? KKKKKK

    Resposta
  • 18/08/2016, 16:27 em 16:27
    Permalink

    Esse é pior que o LULA, saiu a cara e imagem dos pilantras deste país. E pior será a cara de pau dos Barros, que vão fazer de conta que nada aconteceu. Faltou uma pitada de intervenção do brimo distante.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: