Secretário de Belinati é igual treinador de futebol, cargo está sempre em risco

Secretário no governo de Marcelo Belinati parece treinador de futebol, o emprego está sempre em risco. Com a saída de Edson Souza, da Secretaria da Fazenda e Nado Ribeirete, da Codel, a lista só aumenta.

Pouco antes de começar o mandato, o advogado Camilo Kermer foi anunciado para a Secretaria do Meio Ambiente. Como era advogado de uma empresa prestadora de serviços para a prefeitura, nem chegou a assumir. O secretário de Saúde Luiz Soares Kury deixou a função por recomendação do Ministério Público por acúmulo de empregos; depois o de Cultura Aldo Moraes que não conseguia assumir pois não comprovava pagamento da dívida executada com o próprio município; o de Obras Fernando Tunouti saiu sem dizer muita coisa e deu lugar a um ex-secretário de Barbosa Neto, João Verçosa. Além de Luiz Carlos Menezes Deliberador que deixou simplesmente a Defesa Civil para Evaristo Kuceski; e Margareth Socorro de Oliveira que saiu da Gestão Pública para o jornalista Fábio Cavazzoti. Caiu também o presidente da Sercomtel, Luiz Carlos Adati, por recomendação do Ministério Público do Paraná.

2 comentários em “Secretário de Belinati é igual treinador de futebol, cargo está sempre em risco

  • 28/02/2018, 10:26 em 10:26
    Permalink

    E já tem uma lista – grande – dos próximos a receber um chute no traseiro…

    Resposta
  • 28/02/2018, 10:33 em 10:33
    Permalink

    E já chegou a 10 com aquele Riuji Augusto Kiyohara no Conselho de Administração da Sercomtel, 11 com entrada da Carla Sehn (alguém dançou com a cadeira), 12 com a nova Secretária de Planejamento (Edson Souza acumulava o cargo e o salário era único).
    12.
    Já passou o número do PP que é 11.
    Até março caem mais dois – Cohab e CMTU.
    Escrevam.
    Janderson Marcelo Canhada, the man of Ibiporá, é incrível.
    Faz as bobagens administrativas e não cai.
    Deve ser amigo de chácara do Marcelo Belinati.
    Só pode.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: