A Sercomtel e a Lei das Estatais

O Ministério Público de Londrina debruça-se sobre a Lei das Estatais – que impõe regras e exige currículo para os que queiram ser dirigentes de estatais (leia mais aqui) – para saber se os diretores, membros do Conselho e o presidente da telefônica Sercomtel se enquadram na lei.

Em alguns dias deve sair o parecer.

Nos bastidores a conversa é que pode provocar uma debandada nos cargos de direção.

4 comentários em “A Sercomtel e a Lei das Estatais

  • 13/09/2017, 13:54 em 13:54
    Permalink

    É verdade que vão ter que devolver o salário + encargos??? Se o cara ganha 5 mil, com encargos é 10 mil. Se ele ficou 3 meses, vai ter devolver 30 mil ??? Não é justo! Primeiro porque foi trabalhado e não recebi os encargos, onde ficaram os encargos????

    Resposta
  • 13/09/2017, 19:05 em 19:05
    Permalink

    Lei é lei para todos, ninguém pode afronta-lá. O próprio Richa destituiu os aliados recentemente para não ser responsabilizado. Agora alguém vai ter que cumprir promessa de campanha, e indicar funcionários de carreira, que impactam pouco na Folha de pagamento, são técnicos e tem que realmente trabalhar.

    Resposta
  • 13/09/2017, 19:09 em 19:09
    Permalink

    Até que enfim o MP abriu os olhos para as irregularidades! E é só a segunda investigação. OXALÁ

    Resposta
  • 13/09/2017, 19:13 em 19:13
    Permalink

    Devolver salário? É ruim hein? Pior é se tiver que indenizar!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: