Sercomtel se recusa a passar a Ata da reunião que decidiu sobre o bonde que ia na Futurecom

E chegou a resposta da telefônica Sercomtel, que é uma empresa pública tendo como sócios majoritários a prefeitura de Londrina e a Copel.

O questionamento deve-se ao fato de que este blog publicou nota dizendo que 15 funcionários da Sercomtel iriam participar do Futurecom, evento de tecnologia, em São Paulo. Num momento de crise da empresa, que luta pra sair da draga que se meteu, há muita gente na empresa que age como se o céu fosse de brigadeiro. Pois bem, os funcionários iriam mesmo para a Futurecom. Só não foram porque o prefeito Marcelo Belinati, ao ficar sabendo do bonde da Sercomtel, vetou. E permitiu que apenas um viajasse com custas pela empresa.

A Sercomtel enviou uma nota oficial dizendo que não era nada disso, que o blog errou, etc, e que só apenas um irá ao evento.

Para dirimir dúvidas, o blog solicitou oficialmente a Ata da reunião em que foi decidido a ida dos funcionários.

Como é de se esperar, eles não passam a informação:

Veja a resposta:

Bom dia Sr. Claudio,

Informamos que as Atas de reunião de diretoria são classificadas com grau de sigilo 1 com prazo de 25 anos para disponibilização.

Edson Assami – CRC – Relacionamento com os clientes.

 

7 comentários em “Sercomtel se recusa a passar a Ata da reunião que decidiu sobre o bonde que ia na Futurecom

  • 15/10/2018, 12:57 em 12:57
    Permalink

    Constituição obriga envio de informação solicitada a órgão público. Obrigado. Mal gestor se não atender. Lembrando que Antonio Belinati foi afastado da prefeitura em 2000 por um pedido de informação negado ao advogado Leandro Volpato.

    Resposta
  • 15/10/2018, 15:45 em 15:45
    Permalink

    E aí eu te pergunto Sr Paçoca, qual a implicância da empresa em mandar os funcionários para um evento de tecnologia que fala de inovações e futuro, além de ser um evento estratégico para alianças e parcerias.
    O universo sabe o que a Sercomtel está passando, mas para e pensa…a tecnologia e o mercado são dinâmicos e mesmo a empresa capenga, tem que fornecer os melhores serviços para os clientes.
    Outro ponto, os funcionários precisam de atualização e saber das boas práticas empregadas no mercado de operadoras.
    Sabe! E aí, privatizam a empresa e os funcionários?
    A empresa que comprar vai querer resultados e vai começar a medir os funcionários e apenas os melhores ficaram.
    Acho que você deveria se informar melhor sobre o mercado de Operadoras no Brasil e quais os eventos que fazem diferença.
    Olha no macro e deixa esse micro e rusga um pouco de lado, aliás, se privatizar a empresa, vai ter menos um tópico para falar no seu blog.

    Resposta
    • 15/10/2018, 16:52 em 16:52
      Permalink

      tá aí a resposta de uma pessoa que não vai na excursão de tecnologia kkkk

      Resposta
    • 16/10/2018, 20:27 em 20:27
      Permalink

      Esse é o comentário do “Pensa” , imaginem se fosse do “Não Pensa” !!! O que se condena, sr. Pensa é o tal “bonde da alegria” que alguns mal-acostumados tendem a fazer, via de regra, com o dinheiro da “viúva” que somos nós todos, os consumidores dos serviços da empresa e pagadores de impostos (altíssimos, diga-se de passagem). Faça jus ao seu nome da próxima vez e “Pensa” um pouco mais e melhor antes de falar (escrever) ! Ah, e se por acaso não tiver mais a Sercomtel para o Paçoca falar, pode ter certeza de que não faltará assunto com essa Câmara de Vereadores e esses “prefeitinhos” que costumamos ter por aqui ! Obs.: Não conheço o Cláudio, a não ser por nome e por saber que é jornalista (leio esporádicamente quando algum assunto me chama mais a atenção). Abraço e boa sorte a nós todos..

      Resposta
  • 15/10/2018, 17:10 em 17:10
    Permalink

    Pensa, concordo com você, mas se a empresa pensa realmente em qualificar seus funcionarios, para um evento de tecnologia você mandaria a equipe que trabalha na T.I de sua empresa, mas não era isso que estava para acontecer. Na sercomtel contact center a T.I foi deixada de fora e resolveram levar um pessoal aleatório simplesmente porque queriam viajar. A empresa deve sim qualificar seus funcionários mas dar viagem de graça para um pessoal que não sabe nem ligar um computador direito em um evento de tecnologia é sim jogar dinheiro fora.

    Resposta
  • 15/10/2018, 20:02 em 20:02
    Permalink

    Pensa e tenha coragem em defender Sercomtel. Mais um qum quer apenas mamar.

    Resposta
  • 16/10/2018, 21:07 em 21:07
    Permalink

    O Edson Assami deve estar precisando muito dos 15 minutos de FAMA, coitado Kkkkk

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: