Tiago Amaral quer acabar com a festa dos honorários dos procuradores sobre o Refis

Com a gritaria da Federação das Indústrias do Estado do Paraná e da Federação das Associações Comerciais, além é óbvio, dos contribuintes que não conseguem entender porque um procurador do Estado, que ganha uma baba de salário ainda tem de receber 10% sobre o que o governo arrecada com o Refis, o movimento para acabar com a festa foi iniciado.

O líder do PSB na Assembleia Legislativa, deputado Tiago Amaral, em decisão da bancada, afirmou que é contrário ao projeto que tramita em regime de urgência que trata dos honorários dos procuradores do Estado.

Ao contrário dos refis anteriores – com 1% de honorários – o projeto de lei 190/2019 prevê 5% para os honorários para os procuradores.

“O Refis é um programa para o contribuinte regularizar as contas e gerar empregos. Um percentual de 5% faz muita diferença”, afirmou Tiago Amaral, relator do projeto.

Tiago Amaral vai apresentar emenda ao projeto de lei para que o programa de parcelamento de débitos tributários e não tributários lançado pelo Estado, siga o modelo federal, em que não há cobrança de honorários para as empresas.

Ouça a entrevista exclusiva ao blog (que é o maior do sul do mundo da Vila Recreio)

Um comentário em “Tiago Amaral quer acabar com a festa dos honorários dos procuradores sobre o Refis

Deixe uma resposta