Assembleia forma grupo de trabalho para atender demanda de policiais

Uma reunião na Liderança do Governo na Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (15), definiu a criação de grupo de trabalho para debater pautas específicas dos agentes de segurança publica.
A ideia é que deputados, a Casa Civil e representantes da corporação se reúnam periodicamente a partir dos próximos dias para discutir as necessidades mais urgentes da corporação e formas de solucioná-las para fortalecer a categoria.

No encontro desta terça, estiveram presentes o deputado Hussein Bakri (PSD), que é Líder do Governo na Assembleia, o Vice-Líder do Governo, deputado Tiago Amaral (PSB); os deputados Delegado Fernando (PSL) e Delegado Recalcatti (PSD); o Delegado-Geral da Polícia Civil, Silvio Rockembach; Luciana de Novaes, Secretária do Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná (Sidepol); Kamil Salmen, Presidente do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol); e Fabio Amaro, Vice-Presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol).

Na segunda-feira (14), o encontro foi com representantes da Polícia Militar. Estiveram presentes o deputado Hussein Bakri (PSD), que é Líder do Governo na Assembleia, o Vice-Líder do Governo, deputado Tiago Amaral (PSB); o Subcomandante-Geral da PM, Coronel Antônio Carlos de Morais; o Major José Semmer Neto, Assistente do Comandante-Geral da PM; o Coronel Carlos Eduardo Rodrigues Assunção, Presidente da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (Assofepar); e o Tenente-Coronel Renato dos Santos Taborda, Comandante do 27º Batalhão da PM em União da Vitória.

Entre as pautas discutidas para a PM e que serão aprofundadas pelo grupo de trabalho estão o vale-alimentação e o auxílio-transporte; a contratação de psicólogos; o maior tempo de descanso; e a redução de prazo para mudança de patente.

Além da questão salarial, para a Polícia Civil, a principal discussão da categoria gira em torno do pouco tempo disponível para que os policiais possam de fato atuar na investigação dos crimes. Isso porque eles precisam realizar diversas outras funções, como agente carcerário, escrivão, transporte de presos, atendimento à população, entre outros.

“Apresentamos emendas do projeto original da licença especial para atender aos agentes da segurança pública, entendendo que a categoria tem peculiaridades, e com a comissão vamos debater os pontos de forma mais específica”, afirmou Tiago Amaral.

2 comentários em “Assembleia forma grupo de trabalho para atender demanda de policiais

  • 15/10/2019, 20:43 em 20:43
    Permalink

    Em breve o Governador Ratinho deverá anunciar fuzis de ouro com munição de diamantes que serão transportados em viaturas Camaro. Os operadores desse equipamento continuarão com salários achatados, agora, sem licença premio, com moral baixa e sem perspectiva de melhoras.
    Não vai resolver merda nenhuma mas vai dar um belo cartaz para a promoção pessoal do Rato……………

    Resposta
  • 16/10/2019, 16:02 em 16:02
    Permalink

    ué?? tiago amaral vota contra a policia e tenta se passar por bonzinho agora?
    Não me engana naaaao!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: