Dia D contra o Sarampo

do N.Com

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) localizadas na área urbana de Londrina, vão abrir neste sábado (15), das 8 às 14 horas, para aplicação de vacina contra o sarampo. O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, estará na UBS do Aquiles Stenguel para abertura do Dia D, às 9 horas. A unidade fica situada na Rua Vergílio Perin, 815.

O Dia D acontece em todo o país, como parte da Campanha de Vacinação Contra o Sarampo. As doses estão sendo fornecidas para a população com idade de 5 a 59 anos, especialmente os jovens de 20 a 29 anos, que receberão uma dose extra.

Segundo a infectopediatra da Gerência de Vigilância Epidemiológica do Município, Simone Narciso, o sarampo é uma doença infecciosa e aguda, transmitida por secreções, e altamente contagiosa. “É considerada potencialmente grave, e transmissível por secreções, como tossir, espirrar ou falar. As medidas de higiene respiratória, como cobrir com lenço ao tossir e espirrar, lavar sempre as mãos e manter os ambientes ventilados, servem para evitar o contágio não só do sarampo, mas várias outras doenças”, citou.

Desde que novos casos do sarampo passaram a ser observados, em agosto de 2019, Londrina registrou 21 notificações por suspeita, oito casos foram confirmados, e 12 foram descartados. Um caso segue em investigação, com grandes chances de ser positivado. “Todos os casos confirmados em Londrina são de pessoas que passaram por cidades onde o vírus está circulando, ou tiveram contato com pessoas que estavam com sarampo”, adiantou Narciso.

Entre os sintomas característicos do sarampo, a infectopediatra citou febre acima de 38,5º e o exantema: manchas avermelhadas na pele, que começam a surgir na cabeça. “Inclui ainda tosse seca, coriza, conjuntivite e manchas na mucosa da boca. O sarampo é confirmado mediante exame laboratorial e sintomas clínicos, mas também faz parte da investigação conferir se o paciente esteve em cidades com muitos casos confirmados, como Curitiba e São Paulo, ou se teve contato com algum caso confirmado da doença”, complementou.

3 comentários em “Dia D contra o Sarampo

  • 16/02/2020, 14:19 em 14:19
    Permalink

    Todo pai responsável leva seu filho para vacinar desde bebê, e a vacina de sarampo está disponível desde sempre. Então, na minha opinião, o pai que não leva o seu bebê para vacinar é irresponsável. Então por essa premissa, não deveria nem ter que ter esse dia D contra o sarampo. A cidade de Londrina está sendo devastada pela dengue e os postos de saúde tem que perder tempo atendendo dia D de sarampo, que é uma vacina que já deveria ter sido tomada desde bebê? O foco das UBSs e UPAs deveria ser todo para tender casos de dengue. Aliás, que vergonha uma cidade como Londrina todo ano perder a guerra para um mosquito. E não responsabilizo só o pode público não, pois a maioria dos focos estão dentro das residências. O que se tem que fazer é uma lei permitindo aos agentes de endemias adentrarem as residencias mesmo sem permissao do proprietário e caso seja encontrado focos do aedes, aplicarem uma multa bem pesada. Só mexendo no bolso desses irresponsáveis para eles se mexerem e deixarem seus quintais limpos.

    Resposta
  • 17/02/2020, 10:30 em 10:30
    Permalink

    fala explicar melhor isso dai, estive com meu esposo no posto do armindo guazi sábado e não nos vacinaram pq temos 35 anos… mas a campanha deixa claro q devem receber a vacina quem tem ate 59 anos, e ai???

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: