Ex-candidato ao Senado é preso em Londrina na Operação Registro Espúrio

Todo dia cai uma casinha. Aliás, em Londrina, é comum edificações malandras caírem o tempo todo.

Pois bem, a Polícia Federal (PF), informa a Agência Brasil, deflagrou hoje a quarta fase da Operação Registro Espúrio, com o objetivo de apurar desvios de valores da Conta Especial Emprego e Salário (CEES). Os agentes cumprem 16 mandados de busca e apreensão e nove mandados de prisão temporária em Brasília, Goiânia, Anápolis, São Paulo e Londrina. Os mandados foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Em Londrina, conforme apurou o portal Paiquerê.com.br é Mauri Viana, presidente da Federação Nacional do Trabalhadores em Cooperativas (Fenatracoop). Ele, que já foi candidato ao Senado Federal pelo PRP no Paraná em 2014, foi preso e encaminhado para a sede da PF na cidade. A informação foi confirmada pela polícia. Mauri é irmão de Maurilio Viana (PP), candidato a deputado federal.

As investigações indicam a atuação de uma organização criminosa em entidades interessadas em obter, de forma fraudulenta, restituições de contribuições sindicais recolhidas indevidamente da CEES.

Os pedidos de restituição eram manipulados pelo grupo com o intuito de adquirir direitos a créditos, conforme indicou também o Ministério da Transparência e a Controladoria-Geral da União.

Esquema

Os valores eram transferidos da CEES para as contas bancárias das entidades, com posterior repasse de um percentual para os servidores públicos e advogados integrantes do esquema.

Os investigados responderão pelos crimes de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, falsificação de documento público e lavagem de dinheiro.

Registro Espúrio

A Operação Registro Espúrio foi desencadeada com o objetivo de desarticular organização criminosa que atua na concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho.

8 comentários em “Ex-candidato ao Senado é preso em Londrina na Operação Registro Espúrio

  • 18/09/2018, 13:55 em 13:55
    Permalink

    Essa Fenatracoop era dona do avião que trazia parentes do presidente da entidade de uma festa de casamento em Cuiabá e infelizmente caiu em Cambé em 2016. Aliás, é bastante comum encontrarmos lobos vestidos em pele de cordeiro na árdua tarefa de dilapidar dinheiro de trabalhadores. O eleitorado brasileiro passou a conhecer Paulo Guedes, futuro ministro da Fazenda se o Bolsonaro se eleger presidente (argh!) e acaba de saber que o guru do Bolsonaro na área econômica se beneficiou de uma fraude cometida contra os aposentados do BNDES. O prejuízo causado se dó pelo grupo do Paulo Guedes aos velhinhos do BNDES chega a R$ 600 mil! E não é fake news, está na sentença de um juiz federal do RJ, antes que algum fascista venha encher o saco…

    Resposta
  • 18/09/2018, 15:16 em 15:16
    Permalink

    Fascistas são aqueles eleitores que batem palminha para criminosos presos e seus lacaios?

    Resposta
    • 18/09/2018, 23:38 em 23:38
      Permalink

      Pô, Triste Londrina, fugiu da escola ou não se lembra das aulas de História? Pesquise no Google sobre o fascismo e saberá identificar os fascistas (assumidos ou não) que andam por aí à caça de votos e de apoio. Quando você entender o que é fascismo, saberá identificar as características que fazem de um candidato a presidente e seu vice notórios defensores de ideias fascistas. Um exemplo prático de fascismo, Triste Londrina, foi o ataque de “soldados” de certo candidato às 800 mil mulheres que haviam decidido manifestar seu repúdio a esse candidato no Facebook, tentando calar-lhes a palavra. Isso é fascismo. É a tentativa de manter opositores em silêncio sem dar-lhes o direito de manifestação ou do contraditório. O problema desse candidato com ideias claramente fascistas é que a maioria dos brasileiros querem manter a democracia e o direito de livre expressão. Aliás, os “soldados da SS” desse candidato se deram mal: tentaram calar 800 mil mulheres e hoje são 2,5 milhões expressando seu repúdio ao autoritarismo e à disseminação do ódio. Entendeu ou preciso desenhar?

      Resposta
      • 19/09/2018, 14:05 em 14:05
        Permalink

        Não fugi…mas como a coisa mais fascista hoje no Brasil são os militantes de criminosos presos é bobagem te explicar o que você entende muito bem, por ser…..

        Resposta
    • 19/09/2018, 12:58 em 12:58
      Permalink

      tipo vc? Cunha ( parça do Bozo ), Richa ( ops foi solto ), Aecio ( esse nunca vai, mais vc votou nele que eu sei )

      Resposta
  • 19/09/2018, 11:03 em 11:03
    Permalink

    O Ministério Trabalho é administrado pelo PTB , inclusive o seu Presidente no Paraná tinha sido ventilado para assumir , mas o dono do partido indicou outro . Quis e insistiu em colocar a filha como Ministra mas a sua capivara era muito grande.
    Em suma a roubalheira era orquestrada e administrada pelo PTB.
    Será que não tem outros ligado ao partido que também se locupletaram ?
    Muito importante que o Ministério Público aprofundar esta investigação , pois poderá sair coelhos grande e gordo.
    Realmente o irmão do preso estava com uma campanha milionária , como outras candidaturas na nossa cidade e só com o que é permitido gastar em campanha é IMPOSSÍVEL fazer este tipo de campanha .
    Com a palavra o nosso corajoso Ministério Publico

    Resposta
  • 19/09/2018, 14:54 em 14:54
    Permalink

    Sou de Cambé e não vi essa noticia tão importante no portal cambe, um site que se diz parcial.

    Resposta
  • Pingback:Mauri Viana deixa a cadeia e diz que é vitima na Operação Registro Espúrio - Paçoca com Cebola

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: