J.Macêdo inicia construção de seu novo complexo industrial em Londrina

do N.Com

O grupo J.Macêdo, uma das maiores empresas de alimentos do Brasil, anunciou, nesta quinta-feira (14), o início da construção da primeira fase de seu novo complexo industrial em Londrina. O anúncio foi formalizado em evento de lançamento da pedra fundamental do novo complexo, que será instalado ao lado da Cidade Industrial, na zona norte. Estiveram presentes à solenidade o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, o governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Júnior e membros da diretoria da J.Macêdo, além de vereadores, deputados e secretários estaduais e municipais.

A primeira fase do complexo terá investimento de R$ 250 milhões e compreende a instalação de um moinho de trigo, com tecnologia de última geração, e uma área para armazenamento dos grãos, com capacidade para  40 mil toneladas de trigo. Essa etapa também incluirá um Centro de Distribuição para atender a região sul e parte das regiões sudeste e centro-oeste do país.

Foto: Vivian Honorato/PML

O empreendimento ficará em uma área de 276 mil m², em um terreno doado pela Prefeitura de Londrina, e as obras serão executadas em três fases. Os trabalhos da primeira fase devem ter início nos próximos dias, assim que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) expedir o licenciamento ambiental.

A expectativa é que as obras da primeira etapa sejam concluídas em abril de 2026 e gerar 200 empregos diretos. Nas fases dois e três, a estimativa é que sejam investidos entre R$ 600 e R$ 700 milhões e gerados cerca de 800 empregos no complexo, o que significa desenvolvimento, emprego e renda para o município.

A J.Macêdo está prestes a completar 85 anos de operação, no mesmo ano em que Londrina comemorará seu aniversário de 90 anos. A empresa é líder e referência nacional nos segmentos de farinha de trigo e misturas para bolos, e uma das companhias mais importantes do segmento de massas do país. Atua, ainda, nos segmentos de fermentos químicos e biológicos, biscoitos, salgadinhos e sobremesas. A empresa é detentora de marcas como Dona Benta, Sol, Petybon, Brandini e Boa Sorte.

Foto: Vivian Honorato/PML

O diretor-presidente da J.Macêdo, Irineu José Pedrollo, informou que o novo complexo industrial será uma das principais bases da J.Macêdo em todo o Brasil. “Nós já temos uma operação em Londrina há 50 anos, na avenida Tiradentes, o Moinho Dona Benta, mas o espaço ficou pequeno. O nosso plano de expansão para Londrina exigiu uma área maior, então iniciamos com a construção de um moderno moinho de trigo, e temos a previsão de, nas próximas fases, fazer a transformação da farinha em produtos como massas e biscoitos”, disse.

Pedrollo contou que o Moinho Dona Benta processa, atualmente, em torno de 100 mil toneladas de trigo por ano e a estimativa é que o novo moinho processe, já na primeira fase, 220 mil toneladas por ano. Com a ampliação do complexo, a capacidade de processamento será de 450 mil toneladas de trigo por ano.

Foto: Vivian Honorato/PML

O prefeito Marcelo Belinati agradeceu a J.Macêdo pela confiança de instalar o novo complexo industrial em Londrina e disse que é um momento muito feliz para a cidade. “Não estamos falando de uma indústria e sim de um complexo industrial que terá fábrica de macarrão, de biscoito, moinho, centro de distribuição, e toda uma estrutura com silos, para receber os insumos. A própria construção do complexo já começa a gerar empregos na cidade e renda para o Município. Além disso, será uma referência para atrair outras novas empresas para a cidade de Londrina”, disse.

O prefeito comentou que a Cidade Industrial, localizada ao lado da J.Macêdo, e que está em obras, já tem 200 empresas interessadas em se instalar e 90 lotes disponíveis. “A expectativa é entregarmos a Cidade Industrial nos próximos meses e, neste período, estamos estudando, com a nossa equipe técnica, como os terrenos serão comercializados. A ideia é vendê-los a um preço subsidiado, assim como outras cidades fazem. Estamos muito felizes porque a tão desejada industrialização está se fortalecendo em nosso município”, frisou.

Foto: Vivian Honorato/PML

O governador Ratinho Júnior enfatizou que esse é um dia muito importante, e que a conquista é fruto do trabalho da Prefeitura de Londrina em parceria com o Governo do Estado, voltado à atração de investimentos para a cidade e para o norte do Paraná. “Para nós, a construção deste complexo é motivo de alegria, pois significa geração de empregos para os pais de família, para as mulheres e para os jovens. É um anúncio maravilhoso e um cartão de visitas, pois uma empresa como a J.Macêdo, líder no mercado na industrialização de alimentos, acaba chamando a atenção para que outras empresas se instalem em Londrina ou na região. Isso aumenta, cada vez mais, a força industrial da cidade de Londrina”, afirmou.

O governador, ao lado do prefeito Marcelo Belinati, também anunciou a duplicação total da Avenida Saul Elkind, localizada nas proximidades da Cidade Industrial e da J.Macêdo. A obra vai ligar a avenida à cidade de Cambé, e os projetos da duplicação já foram feitos pela Prefeitura de Londrina. As obras estão sendo feitas por etapas, devido à sua grande extensão, que totaliza 4 km. “No passado, esta via era considerada uma rodovia e agora será uma grande avenida industrial, ligando dois pontos importantes da cidade, e já se preparando para as demandas da Cidade Industrial e dos próximos 10 a 20 anos de Londrina”, ressaltou Ratinho Júnior.

Compartilhe
Leia Também
Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios