Juiz pede que PF abra inquérito para apurar denúncias contra Moro e Dallagnol

da Carta Capital

O juiz federal Eduardo Appio, responsável pelos processos remanescentes da Lava Jato, pediu nesta terça-feira 28 que a Polícia Federal abra de forma “urgente” um inquérito para apurar as acusações apresentadas pelo advogado Rodrigo Tacla Duran.

Na segunda 27, Duran prestou depoimento a Appio e afirmou ter sido alvo de um “bullying processual” no âmbito da operação. Ele também declarou ter sido vítima de uma suposta tentativa de extorsão e citou o ex-juiz Sergio Moro, atualmente senador pelo União Brasil, e o ex-procurador Deltan Dallagnol, hoje deputado federal pelo Podemos.

O ofício de Appio foi encaminhado a Rivaldo Venâncio, superintendente Regional da Polícia Federal no Paraná. Durante o depoimento, como houve menção a parlamentares – ou seja, pessoas com prerrogativa de foro -, Appio decidiu enviar os autos ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal.

Também nesta terça, Appio pediu ao ministro da Justiça e da Segurança Pública, Flávio Dino, a inclusão “em caráter urgente” de Tacla Duran no programa federal de proteção a testemunhas. O magistrado anotou haver “risco de vida” no caso.

 

Compartilhe
Leia Também
Comente

4 Comments

  1. Décio Paulino

    O juiz Appio, como conhecedor e respeitador da lei, ao ouvir a citação de personagens protegidos por foro especial, decidiu imediatamente pelo envio dos autos ao STF. Comportamento diferente teve o então juiz Moro ao receber um grampo telefônico ilegal com a voz da então presidente da República, Dilma Rousseff. Em ver de enviar o material ao STF, o juiz-político enviou à Veja, à Rede Globo… Essa é a diferença entre um juiz legalista e um juiz criminoso.

    1. Genildo

      Vc sabe dizer se o mesmo juiz Eduardo Appio vai julgar o ex-deputado federal pelo PP Francisco Appio, vulgarmente conhecido por “ABELHA” nas planilhas da Odebrechet, coincidentemente pai do juiz? (ABELHA seria alguma referencia/semelhança com Appio/apicultura?)
      Nada a desconfiar da capacidade/imparcialidade/idoneidade do referido juiz, que fique bem claro, talquei?

      1. Décio Paulino

        Meu amigo, não sou vidente para dizer o que o juiz Appio vai fazer no caso do ex-deputado Francisco Appio ou qualquer outro caso futuro. Se o amigo ler meu comentário com atenção, perceberá no mínimo levemente que estou me referindo a fatos acontecidos, realizados. Entendeu?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios