Lula quer reaproximação com evangélicos

O presidente Lula (PT) demonstrou preocupação em relação ao diálogo dos petistas com os evangélicos, durante conferência eleitoral do partido, realizada em Brasília, nesta sexta-feira 8.

O evento marcou a abertura do “modo campanha” da legenda para as eleições municipais de 2024.

Diante de uma plateia de cerca de 2,5 mil pessoas, Lula pregou a necessidade de os candidatos petistas se esforçarem para “aprender” a conversar com os evangélicos.

“Será que nós estamos falando aquilo que o povo quer ouvir de nós? Será que nós estamos tendo competência para convencer o povo das nossas verdades? Ou será que nós temos que aprender com o povo como é que a gente fala com ele?”, questionou Lula.

A declaração ocorreu após a divulgação de uma pesquisa Datafolha que mostrou que a reprovação ao atual governo continua maior entre os evangélicos. Segundo o levantamento, 38% dos integrantes desse grupo desaprovam a gestão de Lula.

Compartilhe
Leia Também
Comente

4 Comments

  1. Satanás

    Pô Lula! Aí o senhor tá querendo demais da gente. Só 38% dos crentes desaprovam seu governo. Tá de bom tamanho. Mas fala pro Haddad aumentar a renda dos crentes e aí aumenta o faturamento do dízimo e ninguém mais vai dar bola nem pro Messias nem pra Micheque. Aliás, os evangélicos mais espertos já perceberam que esse casal não passa de dois picaretas. Quá! Quá! Quá!

  2. Anubian

    Só abrir as pernas pros pastores do mesmo jeito que faz todo dia com o centrão que logo os pastores botam as ovelhas pra saudar o São Janjão.

  3. Campos

    O problema maior está nos setores evangélicos, geralmente os fundamentalistas, que não aceitam a separação igreja – Estado. Esses evangélicos simplesmente querem dominar o Estado, parte para aumentar seu poder sobre a população, parte para submeter toda a nação à sua ideologia religiosa. Com esses evangélicos, o diálogo de um governo democrático e plural sempre será difícil. Porém há um grupo progressista em alguns setores evangélicos. Geralmente formam uma minoria e quase sempre são perseguidos dentro da própria igreja. Quem não se lembra da igreja Presbiteriana que, por apoiar a ditadura militar, expulsou o pastor Rubem Alves. Logo Rubem Alves, um filósofo humanista, um intelectual dos tempos modernos, um escritor reconhecido nacionalmente. Eu, que não frequento nenhuma igreja, apenas torço para que essas minorias de cristãos progressistas tenham sucesso em suas igrejas e se transformem em maioria. Só assim para significativos setores evangélicos romperem seu apoio a políticos de extrema direita, defensores da ditadura militar e de torturadores.

  4. Genildo

    Janjo esta com dificuldades de aparelhar o centrão, tá saindo muito caro. Não é bem questão de se aproximar dos evangélicos até porque eles oram todos os dias para se afastarem do demônio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios