Pacotaço pretende melhorar as condições de trabalho de policiais no Paraná

Um dia após o anúncio de concurso para 2.400 vagas para policiais e bombeiros, a pauta na Casa Civil foram as melhorias para a Policia Civil. Estiveram reunidos o chefe da Casa Civil, Guto Silva, o secretario de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, o Delegado-Chefe da Policia Civil, Silvio Jacob Rockembach, o líder e vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputados Hussein Bakri e Tiago Amaral, e os deputados estaduais Delegado Recalcatti, Delegado Fernando Martins, Delegado Jacovos, Soldado Adriano José. O grupo vem tratando da pauta de melhorias desde o ano passado.   

Segundo Tiago Amaral algumas questões estão bem encaminhadas. Além da convocação de aprovados do concurso de 2018 de escrivães, prevista para o dia 12 deste mês, será anunciada na sequência a abertura de novo concurso para seleção de delegados, investigadores e papiloscopistas. Para abril, o foco será o reforço da estrutura e a carreira do policial.

Outro pedido da categoria que avançou foi a defesa jurídica de policiais pelo Estado. “Ficou definido que um Projeto de Lei será enviado pela Defensoria Pública do Paraná para a Assembleia Legislativa do Paraná para a assistência jurídica aos policiais civis e militares. Com o envio será pela Defensoria, não esbarramos na inconstitucionalidade, o que poderia derrubar a lei. O PL vai propor a criação de um núcleo especializado na defesa dos agentes de segurança. Eles arriscam a vida para defender a sociedade, e é justo que tenham a garantia de assistência jurídica”, explica Tiago Amaral, que é o relator do Orçamento. 

Atualmente,  o efetivo soma 3.838 policiais civis. Com os inativos, sobe para 5.932 pessoas.  “Tratamos de pautas que vão melhorar as condições de vida e de trabalho dos agentes de segurança pública, como melhoria do efetivo, pra reduzir a sobrecarga de trabalho, questões remanescentes da reforma da previdência e o Estatuto da Policia Civil”, explicou Tiago Amaral.

 

4 thoughts on “Pacotaço pretende melhorar as condições de trabalho de policiais no Paraná

  • 04/03/2020, 15:28 em 15:28
    Permalink

    Estado policial em construção!

    Resposta
  • 04/03/2020, 15:38 em 15:38
    Permalink

    É uma maravilha, fico impressionado como esse pessoal oriundo das carreiras policiais e que hoje frequentam gabinetes refrigerados, se preocupam com seus pares que estão patrulhando a rua sob o sol de 35 graus. Avisem esses hipócritas que policiais querem que o Estado cumpra o mínimo de suas obrigações e não venham vender a assistência jurídica como favor ou um “plus” para a classe, pare isso as entidades representativas dos PM’s e o sindicato da PC já fazem a há muito tempo. Avisem também que não adianta o Estado dar fuzil de ouro com munição de diamante que se o cara estiver insatisfeito com o salario defasado há 4 anos não vai adiantar nada.
    Colocar esse soldado Adriano na mesa de negociações pra que? Esse aí vendeu a Policia Militar a troco de cargo para o irmão no Governo Ratinho Massa.

    Resposta
    • 07/03/2020, 22:39 em 22:39
      Permalink

      Polícia fica no quartel e não trabalha na quarta-feira, por que será???????? Vc não vê nenhum avanço…..só pensam em contratar mais…aí tem mais esquema para comprar armas, coletes e tudo mais…..só esquema mano

      Resposta
  • 04/03/2020, 16:39 em 16:39
    Permalink

    Meu Deus! Mais 2.400 policiais na rua! Em qualquer manifestação de professores ou desocupação de área “invadida” pelo MST já aparecem mais policiais armados até os dentes do que os próprios manifestantes. Haja dinheiro e haja apetite pra aumentar os salários… e com pistola .40 fica mais fácil convencer o pessoal dos gabinetes refrigerados…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: