Prefeitos da Amepar cobram Belinati

Hoje de manhã, durante a reunião os prefeitos que integram a Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar) o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, foi bem citado, não positivamente.

A primeira cobrança, essa explicita. O prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre, presidente do Consórcio de Segurança da região cobrou publicamente a dívida de Londrina com o consórcio: R$ 250 mil. “Nós precisamos mandar as câmeras de vigilância adquiridas para as cidades da nossa região para a manutenção, 32 são de Londrina. Não é justo que os municípios menores paguem pela segurança de Londrina. A prefeitura de Londrina deve R$ 250 mil para o consórcio. Faz muita falta”, disse Onofre.

A outra cobrança foi a de sempre: O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati não participa das reuniões da Amepar onde se discute os problemas da região metropolitana. “Se ele aparecer por aqui acho que ninguém vai saber quem é. Precisa se apresentar pros demais prefeitos”, ironizou um dos presentes.

“Londrina parece aquela família que um dia foi muito rica e perdeu a riqueza. Agora, mesmo pobre quer manter o nariz empinado, como se não precisasse de ninguém”, disse um outro prefeito que até pelo comentário mais jocoso, pediu pra manter o nome só na memória do blogueiro.

4 comentários em “Prefeitos da Amepar cobram Belinati

  • 27/10/2017, 17:12 em 17:12
    Permalink

    agora com o roubo do iptu junto ao povo talvez seu pau mandado da fazenda que adora esconder um debito de imposto mande dinheiro para pagar

    Resposta
  • 28/10/2017, 10:08 em 10:08
    Permalink

    O prefeito de Arapongas fala grosso com o Belinati e fininho com o Beto Richa! Olha só o que ele disse do governador citado em muitas delações premiadas: “Eu não acredito que nem Beto Richa e ninguém do governo estejam envolvidos em corrupção”. Estaria o prefeito de Arapongas comprometido com um mandato que garantiria foro privilegiado ao governador mais impopular do Brasil?

    Resposta
  • 28/10/2017, 16:38 em 16:38
    Permalink

    Ninguém foi! Nem o prefeito, vaiado recentemente pelos professores, nem o vice que ninguém sabe onde anda e ninguém viu, anda mais sumido que cabeça de bacalhau. A ausência dos mandatários do Executivo londrinense é um recado claro, não precisamos de ninguém e estamos cagando e andando pra AMEPAR. Nem um assessorzinho, do punhado que ele tem, mandou

    Resposta
  • 29/10/2017, 21:07 em 21:07
    Permalink

    É melhor o prefeito de Londrina não se preocupar com o de Arapongas. O problema do Marcelo vai ser mesmo é o IPTU. Já o prefeito Gigante, de Arapongas, está fazendo um governo virtual. Só aparece no blog chapa-branca da cidade. Até casinha de cachorro ele inaugura e põe na internet e a buraqueira na cidade não para de crescer.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: