Primo de Richa, alvo da Operação, estaria no Libano

foto Gilberto Abelha

Entre os alvos da nova operação da Polícia Federal está o primo distante – mas nem tanto – do ex-governador Beto Richa, Luiz Abi Antoun. Porém, ele estaria no Libano, viajando com autorização da Justiça Estadual, e só retornaria em outubro. Abi Antoun já foi preso em outra oportunidade, alvo de outras operações da polícia, como a Radio Patrulha e a Voldemort. Nesta última, Abi foi condenado a 13 anos de prisão por fraude em licitações.

O diretor da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) João Chiminazzo Neto é alvo de uma ordem preventiva de prisão. Um dos esquemas, intermediado pela ABCR, movimentou R$ 240 mil mensais em 2010 em propina, segundo o Ministério Público Federal (MPF).

Um comentário em “Primo de Richa, alvo da Operação, estaria no Libano

  • 26/09/2018, 09:31 em 09:31
    Permalink

    Taí uma coisa que eu gostaria de entender. O cara foi condenado a 13 anos de cadeia e a justiça autoriza ele passear no Líbano.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: