A prisão aumenta a cultura dos presos da Lava a Jato

A prisão pode não recuperar as pessoas, como mostram as pesquisas  que analisam a reincidência dos criminosos, mas pode ajudar a cultivar a cultura dos presos.

André Vargas, segundo a revista Veja, que está preso por causa da Operação Lava a Jato, está lendo um livro sobre a vida de Mandela, o líder sulafricano que ficou preso por décadas, quando lutava pelo fim do apathaid.

Já Alberto Youssef, o doleiro delator, chega a ler cinco livros por semana, conforme a revista.

 

2 comentários em “A prisão aumenta a cultura dos presos da Lava a Jato

  • 27/06/2015, 15:40 em 15:40
    Permalink

    O Andre Vargas deveria escrever livros , não ler.
    Assunto e conteúdo ele tem de sobra, exemplo:
    *Como se tornar de gerente de albergue, comedor de pão com ovo a vice-presidente da camara dos deputados.
    * Como comer mel, e não se lambuzar.
    São só idéias que ele pode aprimorar…..

    Resposta
  • 27/06/2015, 16:23 em 16:23
    Permalink

    podem ler quanto quiserem, mas o espirito e de ladrão do dinheiro do povo.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: