A velha Política de Sempre. Agora, em Jataizinho

Guilherme Marconi/Folha de Londrina

O Ministério Público do Paraná cumpriu na manhã desta quinta-feira (5) quatro mandados de busca e apreensão no município de Jataizinho (Região Metropolitana de Londrina) em investigação sobre possível financiamento irregular de campanhas do candidato a prefeito, Claudinei de Oliveira Cabral (PL), conhecido como Dim Dim– que atualmente é o presidente da Câmara Municipal – e de candidatos a vereadores do Município.

A ação é coordenada pela 3ª Promotoria de Justiça de Ibiporã, que tem atribuição na área eleitoral. De acordo com as apurações, um médico que atua em um hospital privado (mas que também atende pelo Sistema Único de Saúde) de Jataizinho estaria repassando valores a pessoas que se comprometeriam a trabalhar para as candidaturas suspeitas. A promessa era de que metade do pagamento seria feito após as eleições, no caso de vitória dos candidatos. Além dessa prática, há indicativos de que o profissional de saúde também estaria financiando as referidas campanhas de outras formas, o que está sendo apurado. (leia mais)

2 thoughts on “A velha Política de Sempre. Agora, em Jataizinho

  • 05/11/2020, 18:10 em 18:10
    Permalink

    Nada a ver com esse post, mas fica a minha indignação. As escolas particulares de Londrina forçaram a barra para voltar as aulas presenciais, entraram na Justiça e conseguiram uma liminar, e agora uma escola particular tradicional de Londrina acabou de suspender as aulas hoje (5/11) por causa de um surto de covid19 entre os funcionários e alunos. Forçaram a barra para voltar, garantiram que estavam tomando todas as medidas de precaução, e agora com esse surto na escola, o que vão dizer? Qual a desculpa? Segundo eles, não era seguro? Mais um caso em que o dinheiro falou mais alto que a importância da saúde e da vida.

    Resposta
  • 05/11/2020, 18:18 em 18:18
    Permalink

    As escolas particulares de Londrina forçaram a barra para voltar as aulas presenciais, entraram na Justiça e conseguiram uma liminar, e agora uma escola particular tradicional de Londrina acabou de suspender as aulas hoje (5/11) por causa de um surto de covid19 entre os funcionários e alunos. Forçaram a barra para voltar, garantiram que estavam tomando todas as medidas de precaução, e agora com esse surto, o que vão dizer? Não falaram que não tinha perigo? Qual a desculpa agora? Nesse caso o dinheiro falou mais alto que a saúde de funcionários e alunos.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: