ACIL convoca empresas para que abram amanhã, segunda-feira

COMUNICADO SOBRE AS ATIVIDADES PRODUTIVAS DE LONDRINA

Este é um dos dias mais difíceis da história da ACIL, entidade com mais de 80 anos, representante da classe empresarial e da coletividade, à frente das decisões mais importantes da cidade, lutando incansavelmente pelo setor produtivo e o desenvolvimento de Londrina.

É profundamente lamentável ver uma cidade pujante como a nossa virar refém de um cenário inconstante, onde a decisão isolada e pessoal da promotora pública Susana de Lacerda ultrapassa todo um embasamento técnico e científico, construído de forma coletiva, com o respaldo de profissionais capacitados do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COESP), sobre a realidade da Covid-19 em nossa cidade.

Reafirmamos através do STF a competência jurídica do Município em determinar a reabertura das atividades produtivas, entre elas o comércio.

Como entidade, a ACIL entende a importância da Justiça e do cumprimento da lei. No entanto, defendemos a partir de agora que a economia, o emprego e a luta contra a fome também passem a ser considerados serviços essenciais neste município. E apesar de não poder garantir que as empresas não sofram multas em um cenário completamente confuso, juridicamente falando, não podemos mais permitir que o empresário fique no meio desta briga.

O retorno das atividades do comércio, indústria e serviços a partir desta segunda-feira (04), das 10 às 16 horas, seguindo rigorosamente todos os protocolos de segurança e saúde, passa a ser a bandeira da ACIL.

Fernando Moraes, presidente da ACIL.

10 thoughts on “ACIL convoca empresas para que abram amanhã, segunda-feira

  • 03/05/2020, 17:55 em 17:55
    Permalink

    Lei para que se eu posso transgredi-las. Irresponsáveis, embora foram razoáveis em respeitar o horário do isolamento social. O grande problema da Acil é esse. Ela cumpre a lei, mas para parecer defensora dos direitos do setor produtivo mostra uma imagem fake de liderança. Abrir das 10 as 16 é seguir o isolamento social em partes. Como gostam de chorar por nada… Vá tra… Saudades daquele MP e Gaeco que prendeu mais de 150 auditores, empresários, advogados, contaores e asponinhos de merda ligadas a certos setores de Londrina.

    Resposta
  • 03/05/2020, 17:58 em 17:58
    Permalink

    Esse Fernando Moraes manda na cidade? Manda no Poder Judiciário? Quer se colocar acima do Ministério Público? Ele é o prefeito de Londrina? Será que ele e a patota dele, com a agressiva patota bolsonarista, já estão controlando o Coesp e o prefeito (ou ex-prefeito) de Londrina? Os bacanas da cidade que o presidente da Acil defende com unhas e dentes têm planos de saúde e não lotam ônibus para ir e voltar do trabalho. Sabem que, pra eles, não vai faltar UTI e respiradores se pegarem o coronavírus, embora muitos vão pôr seus empregados trabalhando em suas empresas enquanto comandam suas empresas só na base de home office. Pra eles a quarentena e a segurança do atendimento médico-hospitalar, aos seus empregados e familiares máscaras e SUS. Vão tomar…

    Resposta
  • 03/05/2020, 18:22 em 18:22
    Permalink

    O Sincoval comandou o funcionamento do comércio na sexta e no sábado. A Acil manda as empresas funcionarem na segunda. Pelo jeito, a Sociedade Rural manda o comércio abrir na terça; o Ceal, na quarta; o sindicato dos botecos e dos inferninhos, na quinta, a UDR, na sexta; o comitê do deputado Fifi, no sábado… Que zona!

    Resposta
    • 03/05/2020, 21:00 em 21:00
      Permalink

      Isso é estabelecer um Estado paralelo. O que Bolsonaro faz nós seus piquetes. Da vontade de chorar a hora que eu vejo esses piqueteiros de verde amarelo. Que vontade de socar esse pessoal com o cacete da Polícia. Vai trabalhar…

      Resposta
  • 03/05/2020, 18:45 em 18:45
    Permalink

    Na minha opinião, a Acil devia pensar menos nos lucros de seus associados (essa história de manter salários e empregos não passa de desculpa já que nunca vi a Acil lutando por melhores salários e por medidas geradoras de emprego no ano passado, quando renda e emprego viraram vapor) e mais na saúde e na vida dos londrinenses. A Acil fica quietinha mas o governo, mediante leis aprovadas pelo Poder Legislativo, já autorizou empresas a reduzirem jornada e salários com a complementação pelo poder público. A Acil fica quietinha mas existem linhas de crédito para empresários a juros irrisórios e com carência de meses. A Acil fica quietinha mas impostos de empresários foram prorrogados por 3 até 6 meses. A, além de tudo, o governo está distribuindo dinheiro exatamente para que as pessoas possam ficar em isolamento social. Se isso não for convincente, a Acil ainda pode ler o triste placar da Covid-19 no país: 100 mil contaminados e 7 mil mortos, oficialmente porque esses números estão muito distantes da realidade.

    Resposta
  • 03/05/2020, 20:07 em 20:07
    Permalink

    É sempre assim. Aparece um ditador no governo central e o fenômeno se repete nos rincões com os ditadorezinhos locais. Alguém aqui na colônia parece que quer dizer: “Chegamos ao limite, não tem mais conversa. Comércio aberto já!”.

    Resposta
  • 03/05/2020, 20:21 em 20:21
    Permalink

    Estamos oficiando o Ministério Público com denúncia de Incitação ao Crime de Desobediência por parte do presidente da ACIL.

    Resposta
  • 03/05/2020, 20:23 em 20:23
    Permalink

    Quem der uma circulada pelo centro de Londrina na região dos bares e lá na Madre Leônia na gleba Palhano vai encontrar os bares abertos. O rolê tá rolando ai. Com alguns locais fechados, mas a lei pelo jeito é para enfeitar o papel… Só no papel.

    Resposta
  • 03/05/2020, 21:09 em 21:09
    Permalink

    O comércio pode abrir suas portas mas os consumidores, se querem preservar sua saúde e até a vida, devem manter o isolamento social. Sair de casa só em último caso: pra comprar remédio ou comida. O resto deixa pra quando o coronavírus for embora. Se algum consumidor precisar de UTI e de respirador, tenha certeza que nenhum associado da ACIL vai providenciar.

    Resposta
  • 03/05/2020, 22:29 em 22:29
    Permalink

    Acabei de ler uma reportagem sobre os dados do covid19 aqui em Londrina, e lá diz que mais de 70%, repito 70%, das UTIs adulta da cidade já estão ocupadas. Ou seja, mesmo sem um grande número de casos de covid aqui na nossa cidade, restam poucos leitos de UTI adulto livres. Então, vendo esses dados, queria entender pq o secretário de saúde e o prefeito Marcelo Belinati estão dizendo que a cidade está preparada e que está tudo sob controle. Como assim sob controle e preparada, se as UTIs adulto estão quase lotadas? Abrindo o comércio de novo, obviamente o número de casos de covid19 vão aumentar rapidamente, e vão faltar leitos de UTI adulto. Esse pessoal da ACIL e outros, só estão pensando em dinheiro, e vendo esses dados da lotação no sistema de saúde de Londrina, repito, com o comércio aberto vai FALTAR leito de UTI para todo mundo. Esse presidente da ACIL que é rico, os fazendeiros da Sociedade Rural, os donos de indústria, esses ricaços, em caso de necessidade, vão ter seus leitos de UTI garantidos nos caros hospitais particulares da cidade, mas e o povão? Para onde vão correr? É uma irresponsabilidade do prefeito reabrir o comércio agora.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: