Projeto de Lei AntiCrime, de Sérgio Moro, é muito ruim, dizem os críticos

O projeto de Lei AntiCrime, elaborado pelo ministro Sérgio Moro tem sido muito contestado. Os críticos dizem que Moro não ouviu ninguém e o projeto é cheio de falhas não atacando efetivamente os principais problemas que promovem a violência e a corrupção. (leia mais detalhes da lei)

O juiz Marcelo Semer, do TJ de São Paulo, que esteve em Londrina para uma palestra a convite da OAB, aponta os principais equivocos de Moro.

, , ,

Justiça nega recurso e ex-tesoureiro do PT permanecerá preso

do Josias de Souza

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, indeferiu recurso contra a condenação de Delúbio Soares. Com isso, o ex-tesoureiro do PT continuará preso na ala reservada aos encrecados do petrolão no Complexo Médico Penal no Paraná. (mais…)

, , , ,

Beto Richa é preso mais uma vez

Do G1

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) voltou a ser preso na manhã desta terça-feira (19), desta vez em uma operação do Ministério Público do Paraná. A prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. A suspeita contra o tucano é de corrupção, e ele foi preso no apartamento onde mora.

(mais…)

, , , ,

Justiça condena viúva do ex-deputado José Janene

do Estadão/Conteúdo

O juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14.ª Vara Federal de Curitiba, condenou a viúva do ex-deputado federal José Janene (PP) a 7 anos e 6 meses de prisão em regime semiaberto em processo decorrente do Mensalão. Stael Fernanda Rodrigues de Lima foi sentenciada por um suposto esquema milionário de lavagem de dinheiro. (mais…)

, , ,

Membros da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade criticam escolha de Canziani

O deputado federal Alex Canziani durante sessão na Câmara dos Deputados

Joelmir Tavares/Folha de São Paulo

Membros da Raps (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade) decidiram questionar a escolha do deputado federal Alex Canziani (PTB-PR) como um dos apadrinhados pela entidade que prega renovação na política.

Para o grupo, o parlamentar não honra a sustentabilidade que está no nome e no DNA da organização. E o pior, afirmam os participantes do levante, é que Canziani está envolvido em escândalos com dinheiro público (nos quais ele nega participação). (mais…)

, , , , , , ,

Acusados na Publicano vão ser mesmo julgados em Londrina

E as ações da Operação Publicano começam a retornar a Londrina.

Ocorre que a Publicano havia parado porque o nome do governador Beto Richa foi citado nas investigações. Como ele tem foro privilegiado, o processo estacionou por determinação do STF.

Porém, ao analisar a questão, a ministra do Superior Tribunal de Justiça Maria Thereza de Assis Moura determinou que os demais acusados, sem foro privilegiado, sejam julgados pela 3ª Vara Criminal de Londrina.
veja abaixo:
(mais…)

, , , , , , ,

STF decide se libera candidatura avulsa para as eleições de 2018

E aí, tá a fim de ser candidato nas eleições de 2018 e não quer se filiar a algum partido? Pois bem, seus problemas podem estar com os dias contados. Amanhã o Supremo Tribunal Federal vai julgar a possibilidade de liberar as candidaturas avulsas, aquelas sem filiação partidária. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , ,

Porque a Delação Premiada pode provocar situações como a do Joesley

Depois da pataquada do Joesley Batista, que complicou a vida do procurador Geral Rodrigo Janot, vale a pena ver a entrevista que o blog fez sobre Delação Premiada.

, , , , , ,

Gleisi depõe e diz que é perseguida

do G1

Gleisi – Revista Época

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) prestou depoimento nesta segunda-feira (28) ao Supremo Tribunal Federal (STF) e negou as acusações contra ela na Operação Lava Jato, afirmando que não há provas. Gleisi também se disse “vítima de perseguição política”.

O depoimento da senadora durou pouco mais de uma hora e foi prestado na ação penal no STF na qual Gleisi é ré pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A petista falou a um juiz auxiliar do ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo.

(mais…)

, , ,

Até o filho de Zé Dirceu, o deputado Zeca, está na mira da Lava Jato

Do Blog do Fernando Tupan

Tal qual o seu pai, o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), filho do ex-ministro-todo-poderoso José Dirceu, foi fisgado pela Operação Lava-Jato. O parlamentar é investigado pela suposta prática dos crimes de corrupção passiva, tráfico de influência e lavagem de dinheiro, segundo documentos obtidos por Veja. O inquérito, que está em segredo de Justiça e será conduzido pela Polícia Federal em Brasília, foi instaurado no último dia 18 de outubro a partir de uma decisão proferida pelo ministro Teori Zavascki, relator dos processos do petrolão no Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são de Thiago Bronzatto, da Veja. (leia mais)

, , , ,

Toma lá dá cá

Carlos Ayres Britto, ex-presidente do STF

CONF-4-IE.jpg

ISTOÉ – A quanta imoralidade a democracia brasileira vai resistir? 
Britto – Esse é uma fragilidade da nossa democracia: improbidade administrativa. Mas temos condições de fechar o ciclo da corrupção. Veja, temos dois blocos. Um que é o governo e o outro que impede o desgoverno (PF, MP, Judiciário). Só se o 2ª também entrar em disfunção é que teremos um colapso cardíaco e precisaremos de nova Assembleia Constituinte. Estamos longe disso.
ISTOÉ – Qual lição tiramos da crise? 
Britto – De que legitimidade política tem duas dimensões. A 1ª como pré-requisito de investidura no cargo. A 2ª implica em permanente requisito de desempenho. Por isso, impeachment não é golpe.
, , , , ,