Artista plástica Vanda Pepiliasco é condenada a oito anos e meio de prisão

O crime chocou a cidade. Há 22 anos, em 10 de julho de 1993, a empregada doméstica Cleonice de Fátima Rosa, foi encontrada morta no apartamento da artista plástica Vanda Pepiliasco.

Na época, a artista dizia que havia sido suicídio, mas os policiais que chegaram ao local do crime informaram à justiça que a cena do crime denunciava o assassinato. Foram duas décadas de idas e vindas, adiamentos, etc.

Ontem ela foi condenada a oito anos e meio de prisão em regime semiaberto. Defesa e promotoria devem recorrer da sentença.

Deixe uma resposta