Cerveró é condenado a 12 anos de cana

Do Jornal de Londrina

O ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró foi condenado nesta segunda-feira (17) a 12 anos, três meses e dez dias de prisão em regime fechado no processo que trata de irregularidades na contratação de navios sonda pela Petrobras. No mesmo processo, o juiz federal Sergio Moro absolveu o doleiro Alberto Youssef, que foi denunciado pelo crime de lavagem de dinheiro.

O ex-diretor da Petrobras foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com Sergio Moro, que assina a sentença, a prática dos crimes corrupção envolveu o pagamento de propinas de pelo menos US$ 14 milhões e R$ 4,4 milhões nos contratos de fornecimento dos navios-sondas.

“A corrupção com pagamento de propina de milhões de dólares e de reais e tendo por consequência prejuízo equivalente aos cofres públicos merece reprovação especial”, aponta Moro na decisão. Leia mais

Um comentário em “Cerveró é condenado a 12 anos de cana

  • 17/08/2015, 20:17 em 20:17
    Permalink

    Estranho né,,um sujeito que passou a vida passando a perna nos contribuintes brasileiros e acertou com todos os partidos e solto.
    Hummmmm,isso não cola muito naõ.

    Resposta
    • 17/08/2015, 22:22 em 22:22
      Permalink

      Todo mundo sabe que pena do Moro pra delator premiado é uma baba cumprir. Que o diga o doleiro Yousseff. E o engraçado é que hoje um coxinha me disse que os petistas estão se ferrando com o Moro se referindo a Cerveró e Fernando Baiano. Pra coxinha, até dinheiro das empreiteiras enroladas na Lava Jato que foi pra campanha do Aécio é culpa da Dilma.

      Resposta
  • 18/08/2015, 13:34 em 13:34
    Permalink

    O choro é livre. Cadeia nesses corruptos e fim de papo.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: