Deputado Tiago Amaral e governador Richa são citados por ex-inspetor da Receita

O Procurador Geral da Justiça do Estado recebeu trechos da delação premiada– encaminhados pelo Gaeco – onde o ex-inspetor da Receita Federal, Luiz Antônio de Souza, citou os nomes do governador Beto Richa e o do deputado estadual Tiago Amaral. O delator fala sobre R$ 2 milhões em propina que teriam sido direcionadas a campanha de reeleição de Beto Richa. E no caso de Amaral, ele é citado como o advogado que teria entregue propina de uma empresa para acertar a situação com a Receita Estadual.

Deixe uma resposta